Weidman vai apelar de derrota polêmica para Mousasi no UFC 210

Norte-americano disse que árbitro não poderia ter visto replay para decidir sobre legalidade do golpe que acabou com a luta

C. Weidman não ficou feliz com derrota polêmica (Foto: Josh Hedges/UFC)

C. Weidman não ficou feliz com derrota polêmica (Foto: Josh Hedges/UFC)

Após sua terceira derrota seguida, o ex-campeão Chris Weidman reclamou da arbitragem de Dan Miragliotta, e avisou que vai apelar contra o revés na Comissão Atlética de Nova York. Após um golpe aparentemente ilegal, o árbitro central precisou co.nsultar oficiais que viram o replay e decidiu que a joelhada dada por seu adversário, Gegard Mousasi, era legal. Porém, o uso de replays não é permitido na organização. A vitória do armênio foi declarada, já que o norte-americano não tinha condições de luta

Veja Também

Mousasi (dir) venceu Weidman (esq) em luta polêmica (Foto: Josh Hedges/UFC)
Vídeo: Veja o polêmico nocaute de Mousasi em Weidman no UFC 210
D. Cormier antes de defender seu título no UFC 210 (Foto: Josh Hedges/UFC)
Após provocação, campeão Cormier ataca Jon Jones: ‘Garoto Cialis’
Garbrandt (esq) e Dillashaw (dir) se enfrentam em julho. (Foto: Produção SUPER LUTAS / UFC)
Grabrandt coloca cinturão em jogo contra TJ Dillashaw no UFC 213

Depois da luta, Weidman já havia dito que pretendia pedir a anulação do resultado de vitória para Mousasi, o que foi confirmado por seu empresário Audie A. Attar, ao site norte-americano NewsDay.com. A apelação deve ser feita ainda nesta segunda-feira (10). O ex-campeão também reiterou o pedido por uma revanche imediata

“O tempo todo estavam me dizendo que foi uma joelhada ilegal e que eu teria cinco minutos. Achei que eu fosse ganhar por causa de uma joelhada ilegal. Então eles olharam o replay, ele (Dan Miragliotta) saiu do octógono para olhar o replay e disse que foi uma joelhada legal, mas no estado de Nova York não existe replay. Se foi uma joelhada legal, eu adoraria seguir lutando (…) Gostaria de fazer a revanche. Sinto que estava caminhando para vencer a luta. Sei que obviamente Gegard ficou irritado também. Ele não queria ganhar daquela forma. Eu estaria irritado se eles parassem e eu ganhasse a luta. Eu quero a revanche imediata”, comentou o norte-americano.

Porém, não deverá ser fácil para Weidman conseguir sua revanche. Isso porque Mousasi fez sua última luta no atual contrato e avisou que quer um aumento substancial para renovar com o UFC. O armênio garante que não pretende sair do Ultimate, mas avisou que merece ser remunerado no mesmo nível de outros atletas, citando o próprio Weidman, além de Dan Henderson, Vitor Belfort e Ronaldo Jacaré.

” Meu objetivo é ganhar o cinturão do UFC. Não estou procurando ir para nenhum outro lugar, mas eu deveria ser melhor pago. Eu vencei Jacaré, venci Dan Henderson, venci Mark Hunt, venci Vitor Belfort e venci Weidman. Todos eles estão ganhando mais dinheiro do que eu. Por que isso? É pela minha nacionalidade? Querem que eu pinte meu cabelo de loiro?”, ressaltou Mousasi.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário