Bethe Correia enfrenta ex-campeã Holly Holm na luta principal do UFC Cingapura

Após empate contra Marion Reneau em Fortaleza, brasileira terá a chance de voltar ao topo da divisão contra norte-americana

B. Correia (esq) enfrenta H. Holm (dir) Foto: UFC/Montagem: Super Lutas

B. Correia (esq) enfrenta H. Holm (dir) Foto: UFC / Montagem: Super Lutas

A brasileira Bethe Pitbull Correia terá um grande desafio pela frente. A paraibana, ex-desafiante ao cinturão dos galos, mede forças contra Holly Holm, ex-campeã da categoria, na luta principal do UFC Cingapura. O evento no país asiático está agendado para acontecer no dia 17 de junho.

Veja Também

A. Johnson anunciou aposentadoria em entrevista no octógono (Foto: Josh Hedges/UFC)
Anthony Johnson fará reclamação formal por pesagem de Cormier
C. McGregor tem focado treinos no boxe (FOTO: Brandon Magnus/UFC)
Conor McGregor constrói arena para treinos contra Mayweather
Romero (foto) voltou a provocar Bisping. Foto: Josh Hedges/UFC
Romero provoca Bisping por demora para lutar: “GSP está fazendo você esperar?”

Após conquistar o cinturão com um surpreendente nocaute sobre Ronda Rousey no UFC 193, em novembro de 2015, Holm foi finalizada por Miesha Tate, em março do ano passado e depois perdeu na decisão unânime para Valentina Shevchenko. Em sua última apresentação, a ‘Filha do Pastor’ subiu para a divisão de penas e foi derrotada por Germaine De Randamie, na disputa do inédito cinturão da categoria.

Por outro lado, Bethe Pitbull também não vive um grande momento na carreira. Após ser nocauteada por Ronda Rousey no UFC 190, a brasileira perdeu novamente, para Raquel Pennington, antes de se recuperar contra Jessica Eye. Na sua última luta, porém, empate sem brilho contra Marion Reneau, no UFC Fortaleza de março deste ano.

O UFC Cingapura também terá a presença de outro brasileiro: Rafael Dos Anjos, ex-dono do cinturão peso leve, estreia nos meio-médios contra Tarec Saffiedine. Outro ex-campeão, Andrei Arlovski, luta contra Marcin Tybura em duelo pelos pesados. O veterano Takanori Gomi, ex-campeão do Pride, também luta no evento, onde enfrenta Jon Tuck, atleta de Guam.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário