Sem lutar há mais de três anos, St. Pierre admite: ‘Estou enferrujado’

Canadense, que não luta desde novembro de 2013, admitiu que tempo inativo pode cobrar um preço no duelo contra Bisping

St. Pierre (foto) não luta desde novembro de 2013. Foto: Josh Hedges/UFC

St. Pierre (foto) não luta desde novembro de 2013. Foto: Josh Hedges/UFC

Afastado dos octógonos desde novembro de 2013, quando anunciou sua aposentadoria do MMA, Georges St. Pierre se prepara para voltar a lutar. O retorno será contra o campeão peso médio Michael Bisping, ainda sem data oficial. Embora confiante, o canadense admite que os quatro anos inativos podem cobrar um preço em seu próximo combate.

Veja Também

GSP (dir) encara M. Bisping (esq) (FOTO: Josh Hedges/UFC)
St. Pierre não se preocupa com tamanho de Bisping: ‘Fará mais barulho ao cair’
GSP (dir) encara M. Bisping (esq) (FOTO: Josh Hedges/UFC)
Bisping ‘revela’ plano de St. Pierre: ‘Ganhar três cinturões do UFC’
Treinador almeja duelo entre GSP e McGregor. Foto: Reprodução/Instagram
Treinador quer que GSP encerre a carreira em duelo contra McGregor

“Acredito que estou enferrujado. As pessoas não acreditam muito nisso, mas acho que estou enferrujado. Isso será um problema, mas sou um cara experiente. Sou um dos atletas com mais tempo dentro do octógono do UFC. Talvez, até o que tem mais tempo, mas não tenho certeza. Então, acho que, por ter muita experiência, quanto mais tempo eu conseguir ficar lutando, mais confortável vou ficar dentro do octógono. Para mim, será muito importante os primeiros segundos de luta. Ou seja, tenho que ter consciência e ter muito cuidado. Esse será o momento mais perigoso para mim,  porque, quando você está enferrujado, essa é a parte mais difícil da luta. Tem essa dificuldade na readaptação, mas, depois de alguns minutos, estarei de volta ao normal”, afirmou GSP, através de um “Perguntas e Respostas” feita em sua página em uma rede social.

St. Pierre também foi questionado a respeito da diferença de tamanho para com Bisping. De acordo com o ex-campeão dos meio-médios, o fato de ser menor que inglês não irá lhe prejudicar durante o duelo.

“Quando fiquei sabendo que iria lutar com o Bisping, quando assinei o contrato, foi quando decidi tentar ficar um pouco maior, mais pesado. Não vou ser capaz de crescer tanto porque sou natural, mas já estou um pouco maior do que era. Estou maior do que jamais estive na vida. Mesmo assim, Bisping ainda é bem maior que eu, mas estou confiante. Vou ser honesto, os homens gostam de ter músculos maiores. Querem ser grandes, então, é bom eu estar assim. Estou feliz. Não é a divisão que estou acostumado, mas quero fazer história contra o Bisping. Quer lutar comigo e eu quero lutar com ele”, comentou St-Pierre.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário