Dominick Cruz exige luta pelo cinturão: ‘Conquistei esse direito’

Destronado por Garbrandt em dezembro passado, ex-campeão dos galos quer disputar o cinturão em seu retorno ao octógono

Cruz quer voltar a disputar o cinturão dos galos (Foto: Josh Hedges/UFC)

Cruz quer voltar a disputar o cinturão dos galos (Foto: Josh Hedges/UFC)

Ex-campeão peso galo (até 61kg) do UFC, Dominick Cruz quer voltar ao topo da divisão. Sem lutar desde dezembro de 2016, quando foi destronado por Cody Garbrandt no UFC 207, o norte-americano garantiu que seu objetivo é retornar ao octógono apenas em uma nova disputa de cinturão contra o campeão, que será definido no UFC 213, entre Garbrandt e TJ Dillashaw. De acordo com ele, seus feitos o credenciam para o posto de próximo desafiante.

Veja Também

Ex-campeão D. Cruz (foto) favorece Garbrandt (Foto: Brandon Magnus/UFC)
Dominick Cruz acredita em vitória do algoz Garbrandt sobre Dillashaw
D, Cruz (foto) vem de derrota para  C. Garbrandt  (Foto: Getty Images)
Ex-campeão Cruz desdenha de brasileiro e mira luta pelo cinturão
Garbrandt derrotou Cruz e conquistou o cinturão dos galos. (Foto: Getty Images)
Ex-campeão Cruz provoca Cody Garbrandt: ‘Só fala de mim’

“Quero voltar e lutar pelo título. Esse é meu objetivo. Contra o Cody, eu nunca estive entregue na luta. Foram cinco rounds e quero essa nova chance. É isso que busco e estou mais focado do que nunca. Quero enfrentar o vencedor de TJ Dillashaw x Cody Garbrandt e acho que é isso que os fãs querem também. Estou aqui pra enfrentar os melhores do mundo, lutar pelo cinturão e acho que conquistei esse direito. Se eu tivesse sido nocauteado ou finalizado na minha última luta, entenderia não ter essa nova chance. Mas fiquei os cinco rounds e, portanto, mereço algo depois dessa luta entre Cody e Dillashaw, contra qualquer um deles”, afirmou Dominick, em entrevista ao programa ‘The MMA Hour’.

Se o desejo de Cruz for aceito, a próxima luta pelo título dos galos será uma revanche, uma vez que ele também já enfrentou Dillashaw, a quem superou por pontos e reconquistou o cinturão. Para o ‘Dominador’, como é conhecido, nenhum outro lutador além dele merece a chance pela cinta.

“Falei para Sean Shelby meus planos e ele disse não ter certeza se isso seria bom. Mas estou dizendo que isso é o que precisa acontecer nos pesos-galos. Quer dizer, há três pessoas nessa divisão que as pessoas conhecem: eu, TJ e Cody. E a razão disso é que eu lutei contra esses dois caras. Eu falei sobre eles. E eu fiz essas lutas acontecerem, dando muito brilho a eles. A mistura de nós três resultou nisso e acho que poderíamos lutar por 10 anos e sempre faríamos boas lutas. Para mim, disputar o cinturão é o que faria mais sentido. Não tem lógica eu pegar alguém de baixo na divisão. Sou o desafiante número um”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário