Após criticas ao UFC, Iaquinta está proibido de receber prêmio de bônus

Insatisfeito com contrato com a organização, peso leve já havia xingado o presidente Dana White na última semana

Iaquinta vem travando uma 'guerra' com o UFC. (Foto: Reprodução/Youtube)

Iaquinta vem travando uma ‘guerra’ com o UFC. (Foto: Reprodução/Youtube)

A relação entre o peso leve Al Iaquinta e o UFC não está nada boa. Após o lutador xingar a organização nas redes sociais, um funcionário da organização, que preferiu não se identificar, afirmou que o norte-americano está proibido de faturar os US$ 50 mil de bônus dados aos atletas após os eventos. De acordo com o funcionário, a punição é consequência de três episódios de mau comportamento de Iaquinta. O lutador, no entanto, negou a informação, através de uma postagem em uma rede social.

Veja Também

A. Iaquinta (esq) não poupou críticas ao UFC (Foto: Jeff Bottari/UFC)
Iaquinta se revolta com sistema de bônus do UFC e xinga Dana: ‘Vá se f…’
Iaquinta vem travando uma 'guerra' com o UFC. (Foto: Reprodução/Youtube)
Após xingar Dana White, Iaquinta desafia UFC: ‘Me demitam, maricas’

“Devo ter incomodado alguém! Um funcionário de alto grau de uma companhia de 4 bilhões de dólares falando anonimamente… Triste! #NotíciasFalsas”, escreveu Al Iaquinta, no Twitter.

Na última semana, o peso leve, também através das redes sociais, xingou Dana White, presidente do Ultimate, e desafiou a companhia a demiti-lo. Iaquinta, de 30 anos, vem de cinco vitórias consecutivas, quatro delas por nocaute. Finalista do TUF 15, ele já realizou dez lutas no UFC, tendo obtido oito vitórias e duas derrotas. Entre suas vítimas, estão nomes como Jorge Masvidal, Joe Lauzon, Rodrigo Damm, Kevin Lee e Ross Pearson.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário