Hackers vazam fotos íntimas de lutadoras do UFC

Atletas do Ultimate foram envolvidas em escândalo que tem vitimado diversas celebridades norte-americanas

T. Torres foi vítima de hackers (Foto: Reprodução/Twitter)

T. Torres foi vítima de hackers (Foto: Reprodução/Twitter)

O escândalo de vazamento de fotos íntimas de celebridades nos Estados Unidos atingiu o MMA nesta semana. Hackers divulgaram na internet fotos íntimas de quatro lutadoras, três delas atualmente no UFC, e outra com passagem pelo Ultimate. As palhas Tecia Torres e Angela Magana e as atletas do peso galo Raquel Pennington e Jessamyn Duke foram as vítimas da vez. Centenas de outras celebridades também tiveram suas intimidades expostas indevidamente desde 2014. A informação é do site norte-americano “Bloody Elbow”.

Veja Também

Alvarez admite ter ficado abalado após derrota para McGregor: ‘Precisei me perdoar’
Thomas Almeida enfrenta Jimmie Rivera no UFC on Fox 25, em julho
Após ficar fora do UFC Rio, Anderson Silva desabafa em rede social

Das quatro lutadoras que tiveram suas privacidades invadidas, apenas Duke não está mais no UFC. Ela chegou a lutar pela companhia, tendo participado da 18ª temporada do The Ultimate Fighter. Após ser eliminada antes da final, a norte-americana ficou amiga de Ronda Rousey, sua treinadora no programa, e lutou quatro vezes no Ultimate, com uma vitória e três derrotas. Seu último combate pelo MMA ocorreu no Invicta, quando perdeu para Cindy Dandois.

Raquel Pennington também foi revelada no TUF 18 e, após altos e baixos no início de sua carreira no Ultimate, já está com quatro vitórias seguidas, incluindo triunfos sobre Jéssica Andrade e Bethe Correia. Ela é namorada de Tecia Torres, outra vítima dos hackers. “Tiny Tornado” participou do TUF 20 e, apesar de eliminada antes da final, segue no UFC, com quatro vitórias e uma derrota na organização.

Já Angela Magana, revelada na mesma temporada de Torres, tem apenas duas lutas no Ultimate, com duas derrotas. Ela foi a única que comentou brevemente o vazamento, usando as redes sociais para avisar que estava em contato com o FBI.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário