Bate-Estaca mostra raça, mas é derrotada por Joanna no UFC 211

Brasileira luta muito, é elogiada por performance, mas não resiste à superioridade técnica da campeã polonesa

Joanna segue como campeã (Foto: Reprodução/Twitter)

Joanna segue como campeã (Foto: Reprodução/Twitter J. Jedrzejczyk )

A brasileira Jéssica Andrade mostrou toda a sua raça e coração na segunda luta mais importante do UFC 211, mas não foi o suficiente para conquistar o cinturão do UFC. Ela acabou sendo superada por Joanna Jedrzejczyk na decisão unânime. Mesmo assim, foi elogiada pela perseverança e garantiu que vai retornar para desafiar a polonesa novamente.

Após a luta, Bate-Estaca elogiou a própria algoz, deu todo o crédito à sua equipe, PRVT, e pediu a namorada Fernanda em casamento.

“Muito obrigada por tudo, tudo que eu fiz hoje, eu consegui graças à minha equipe, toda a minha raça, minha perseverança, eu carrego desde o começo. Eu queria ser a campeã, mas eu ainda tenho muita caminhada, muita coisa para aprender. Sou faixa-roja de jiu-jitsu e faixa azul de muay thai. A Joanna é realmente a campeã, mas eu vou lutar muito e chegar aqui de novo para lutar com ela e sair com o cinturão. Quero aproveitar, porque não sei se vou falar de novo, e pedir minha namorada Fernanda, que está aqui em Dallas, para casar comigo”, pediu Andrade, para delírio da plateia.

A LUTA

Com o tanque de gás cheio, Jéssica Andrade começou em alta velocidade, com muita agressividade e buscando a queda, além do grande overhand de direita. No primeiro golpe que acertou, a brasileira conseguiu fazer um inchaço na testa da campeã. A queda veio, mas Joanna logo se colocou em pé. Mesmo assim, Bate-Estaca venceu o primeiro round.

Mas foi só. Enquanto Jéssica buscava as quedas e o golpe derradeiro, a polonesa ia apostando no volume de golpes, principalmente os chutes baixos. Joanna começou a usar os jabs e os diretos e foi frustrando a brasileira, que parecia, desde o meio do segundo round, sem respostas para a adversária.

No terceiro round, Jedrzejczyk seguiu o mesmo ritmo, punindo as pernas de Andrade e apostando nos jabs e no direto. No fim do assalto, a brasileira chegou à queda no fim, mas não conseguiu fazer dano. No quarto round, Jéssica chegou com um senso de urgência e partiu para cima, mesmo em desvantagem. Joanna mostrou porque é a campeã e soube manter a desafiante à distância, enquanto seguia soltando seu jogo em pé.

O último assalto foi parecido com os três últimos, com a diferença de que Joanna tirou o pé do acelerador, procurando o clinch, ao invés de seguir investido nos chutes na perna de Bate-Estaca. Mesmo assim, em outro ritmo, a polonesa levou para casa o quinto round, mostrando que é mesmo a melhor peso palha do UFC.

Resultados do UFC 211

Peso palha: Joanna Jedrzejczyk venceu Jéssica Bate-Estaca por decisão unânime (50-45, 50-44, 50-45)

Peso meio-médio: Demian Maia venceu Jorge Masvidal por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)

Peso pena: Frankie Edgar venceu Yair Rodriguez por nocaute técnico (interrupção médica)

Peso médio: David Branch venceu Krzysztof Jotko por decisão dividida (28-29, 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso leve: Eddie Alvarez x Dustin Poirier – Sem resultado (golpe ilegal, acidental)

Peso pena: Jason Knight venceu Chas Skelly por nocaute técnico aos 39s do R3

Peso pesado: Chase Sherman venceu Rashad Coulter por nocaute aos 3m36s do R2

Peso leve: James Vick venceu Marco Polo Reyes por nocaute técnico aos 2m39s do R1

Peso palha: Cortney Casey venceu Jessica Aguilar por decisão unânime (3x 30-27)

Peso pena: Enrique Barzola venceu Gabriel Benítez por decisão unânime (3x 29-28)

Peso meio-pesado: Gadzhimurad Antigulov venceu Joachim Christensen por finalização (mata-leão) aos 2m21s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário