Amanda explica ‘soco’ em Shevchenko: ‘Me tocou primeiro’

Campeã encarou próxima adversária e teve que ser separada após aparentar dar um leve soco no rosto de Valentina

A. Nunes encarou V. Shevchenko (Foto: Reprodução Twitter/ A. Nunes)

A. Nunes encarou V. Shevchenko (Foto: Reprodução Twitter/ A. Nunes)

Logo após a oficialização da revanche entre a campeã Amanda Nunes e a desafiante Valentina Shevchenko, para o UFC 213, no dia 8 de julho, a nova encarada entre as duas teve de tudo. Provocações e até um “soco” leve dado pela brasileira no rosto da atleta do Quirguistão, naturalizada peruana. As duas foram afastadas por Sean Shelby matchmaker do UFC, que aparentou não ter gostado da atitude da baiana.

Veja Também

A.Nunes (foto) enfrenta Shevchenko em julho (Foto: Reprodução/Youtube).
Ultimate anuncia pacotão de lutas com Amanda Nunes e volta de Jones
Poirier quer mudar o resultado da luta contra Alvarez (Foto: Facebook/UFC)
Poirier pretende apelar contra resultado da luta com Alvarez no UFC 211
Campeão Woodley deve ser o próximo oponente de Demian (Foto: Facebook/UFC)
Woodley minimiza chances de Demian: ’Não pega minhas costas’

Após o ocorrido, a própria Amanda foi às redes sociais explicar que Shevchenko havia tocado seu rosto primeiro. Pelo ângulo em que as duas estavam, ninguém  conseguia ver o punho direito da peruana, por isso, Nunes explicou, ficou parecendo que ela agiu primeiro. Em entrevista ao site do canal Combate, a brasileira falou mais sobre o que aconteceu.

“Ela me tocou primeiro, esse foi o motivo. Se ela não tivesse feito nada, tudo bem, mas ela começou. Então, veio dela, não posso fazer nada. Foi uma reação. Quando você está ali, cabeça quente e tudo, ninguém toca em você. Então, ela tocou em mim primeiro e eu reagi daquela forma.  Não tinha razão para ela ter feito isso e não a respeito por essa atitude. Acho que sim (está ficando pessoal). Não sei se ela não gosta de mim, mas vamos ver”, declarou a campeã peso galo, que desconfia que sua próxima adversária esteja tentando provocá-la.

“Do mesmo jeito que me controlei contra a Ronda Rousey, vou fazer a mesma coisa. Ela está querendo me provocar mais, com certeza. Tem que achar alguma coisa pra poder falar, porque ela não tem nada. Então, pode falar até o dia da luta, quando eu vou calar a boca da Valentina dentro do cage”, garantiu Amanda, que já venceu Shevchenko no início do ano passado, por decisão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário