Bisping alega lesão no joelho e diz que não sabe quando poderá lutar

Campeão dos médios ainda garantiu que seu plano é enfrentar Georges St. Pierre em sua próxima luta

Bisping disse que não tem previsão de retorno ao octógono (Foto: Reprodução/Youtube)

Bisping disse que não tem previsão de retorno ao octógono (Foto: Reprodução/Youtube)

Ao que tudo indica, o retorno de Michael Bisping ao octógono não deve acontecer tão cedo. Isso porque o próprio lutador revelou nesta terça-feira (16) que está com uma lesão no joelho, o que vem impedindo-o até mesmo de treinar. Curiosamente, a notícia vem dias após Georges St. Pierre anunciar que só poderá voltar a lutar a partir de outubro. Para o campeão dos médios, a demora do canadense é uma ‘benção disfarçada’.

Veja Também

St. Pierre (foto) só voltará ao octógono no segundo semestre Foto: Reprodução/Youtube
Georges St. Pierre revela que só poderá lutar a partir de outubro
Bisping (esq) e Romero (dir) vão se enfrentar pelo cinturão (Foto: Reprodução/Instagram)
Dana desiste de esperar por GSP e anuncia Bisping x Romero pelo cinturão
M. Bisping (foto) insinua que McGregor é 'privilegiado' (Foto: Josh Hedges/UFC)
Bisping ironiza ‘poder’ de McGregor: ‘Ele é o Jesus reencarnado’

“É uma bênção disfarçada, porque eu não vou poder lutar tão cedo. Não consigo treinar, porque estou com sérios problemas no meu joelho. Já estava sentindo isso na Tailândia, e não melhorou nada. É uma longa história, mas a verdade é que não vou poder lutar por algum tempo. Por isso, o cenário acabou sendo perfeito para mim”, declarou, em entrevista ao podcast “Believe You Me”.

Bisping ainda afirmou que seu plano é enfrentar St. Pierre em sua próxima defesa de título. De acordo com o inglês, o Ultimate ainda não o comunicou sobre um possível cancelamento do confronto.

“Honestamente, isso é novidade para mim. Não me falaram nada a respeito. Falei com Georges e ele me disse que também não recebeu nennuma posição oficial. Nenhum membro da direção do UFC falou comigo. Sei que muita gente está reclamando pela demora dessa luta contra GSP. Vamos ver o que acontece… Para deixar as coisas claras, até o momento o UFC não tem nenhuma posição oficial. Eu e Georges estamos esperando. Me ofereceram essa luta duas vezes: primeiro em outubro, e nada aconteceu. Depois em janeiro ou fevereiro, e as coisas caminharam. Fizemos a coletiva, apertamos as mãos e falamos uma porção de besteiras em Las Vegas. Ainda não assinamos o contrato, mas o plano é que lutemos. Houve uma oferta e eu aceitei. Acredito que, uma vez que o acordo está feito, temos que mantê-lo”, disse o campeão.

Questionado sobre o atual momento da divisão dos médios, Bisping afirmou que entende as reclamações de alguns rivais, mas ratificou o desejo de enfrentar GSP na sequência.

“Rockhold não tem motivos para ficar falando. Alguns têm, para ser honesto. Yoel Romero está esperando há algum tempo, assim como Robert Whittaker e Gegard Mousasi. Dou razão a esses três. Mas eu tenho uma luta marcada. Até ouvir algo diferente do UFC, espero que meu próximo compromisso seja enfrentar Georges St-Pierre”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário