Rory MacDonald diz que UFC errou ao liberá-lo para o Bellator

Apesar de garantir estar feliz no Bellator, MacDonald não escondeu a mágoa com sua antiga 'casa'

MacDonald estreou no Bellator com vitória sobre Daley (Foto: Divulgação/Facebook)

MacDonald estreou no Bellator com vitória sobre Daley (Foto: Divulgação/Facebook)

Considerado um dos melhores meio-médios (até 77kg) do mundo, Rory MacDonald, ex-lutador do UFC, estreou no Bellator com vitória na última sexta-feira (19), quando finalizou Paul Daley ainda no primeiro round. No entanto, ao que parece, o canadense ainda guarda mágoa com sua antiga casa. Para ele, o Ultimate errou ao não fazer esforços para mantê-lo.

Veja Também

R. MacDonald (segundo da esq. para a dir.) provocou Lima (Foto: Reprodução/Twitter Bellator
MacDonald provoca brasileiro após estrear com vitória no Bellator
Bisping com seu cinturão linear (Foto: Reprodução Facebook/UFC)
Bisping reafirma desejo de enfrentar GSP, mas aprova cinturão interino

“Talvez o UFC devesse ser mais cauteloso com o que eles deixam escapar por entre os dedos. É como disse no passado: os lutadores não pode estar 24 horas por dia, sete dias por semana, prontos para entrarem no ringue. O UFC definitivamente errou ao me deixar sair. É culpa deles e um ganho para o Bellator” declarou durante participação no podcast “The MMA Hour”.

Apesar da alfinetada no UFC, MacDonald garante estar satisfeito e motivado no Bellator. Cotado como próximo desafiante ao cinturão da categoria, Rory prevê uma longa trajetória na companhia presidida por Scott Coker.

“Eu abri muitos olhos, eu acho, e tenho certeza que os gestores do UFC sentem o mesmo. Estou onde estou agora, vou seguir minha jornada. Lutei na sexta-feira e vamos ver o que negociaremos no próximo acordo. Estou muito feliz no Bellator e espero que eles estejam também. Eu prevejo uma relação de longa duração”, concluiu.

Pelo UFC, MacDonald teve passagem marcante, conquistando nove vitórias e quatro derrotas, tendo vencido nomes como BJ PennNate DiazDemian Maia e o atual campeão Tyron Woodley. Ele chegou a disputar o cinturão contra o ex-campeão Robbie Lawler, em 2015, mas foi nocauteado no quinto round, após travar uma batalha épica durante mais de 20 minutos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário