Aldo diz que revanche com McGregor nunca vai acontecer: ‘Ele não quer’

Aldo e McGregor se enfrentaram no UFC 194, em dezembro de 2015, que terminou com o fatídico nocaute em apenas 13 segundos

Aldo garantiu que rivalidade com McGregor é coisa do passado (Foto: Facebook/UFC)

Aldo garantiu que rivalidade com McGregor é coisa do passado (Foto: Facebook/UFC)

Ao que tudo indica, a rivalidade entre José Aldo e Conor McGregor já é coisa do passado. Após travarem uma verdadeira guerra de provocações durante o ano de 2015, que terminou com o irlandês nocauteando em 13 segundos e tirando não só o cinturão dos penas, mas também a invencibilidade de quase 10 anos do brasileiro, o segundo capítulo dessa história não deve sair da imaginação dos fãs. E quem garante isso é o próprio Aldo, que afirma que a revanche não vai acontecer por falta de interesse do rival.

Veja Também

Dana se irritou com Yamasaki (Foto: Reprodução/Youtube)
Dana diz que McGregor pode se aposentar se ganhar US$ 75 milhões em luta de boxe
sterling_barao_ufc_214
De volta ao peso galo, Renan Barão enfrenta Sterling no UFC 214

“Para mim, por um lado, foi bom, teve a promoção, trouxe dinheiro, mas pelo lado da luta, eu perdi e isso é coisa passada. Isso (nocaute em 13 segundos) nunca mais vai acontecer. O UFC já tentou fazer uma luta, mas ele não aceitou, e não vai aceitar. Tudo o que falarem diferente disso é mentira. Eu procurei tirar o lado bom dessa história, e pronto. Já passou. O cara não quer me enfrentar, e não vai me enfrentar nunca mais. Estou pouco me importando para o que o Conor vai fazer ou deixar de fazer. Sou atleta do UFC e vou seguir a minha carreira adiante”, declarou durante teleconferência com jornalistas nesta quinta-feira.

Aldo e McGregor não se bicam desde que o irlandês entrou no UFC, provocando o brasileiro, então dono do cinturão dos penas. Após a luta entre os dois pelo UFC 189 ter sido desmarcada por lesão de Aldo, eles se enfrentaram no UFC 194, em dezembro de 2015, com o irlandês vencendo por nocaute em apenas 13 segundos. Desde então, Aldo venceu Frankie Edgar pelo título interino, que se tornou linear após Conor conquistar o cinturão peso leve no UFC 205, destronando Eddie Alvarez.

UFC 212

CARD PRINCIPAL

Peso pena: José Aldo x Max Holloway

Peso palha: Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz

Peso médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt

Peso médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose

Peso meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes

Peso médio: Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely

Peso galo: Johnny Eduardo x Mathew Lopez

Peso galo: Iuri Marajó x Brian Kelleher

Peso palha: Viviane Sucuri x Jamie Moyle

Peso meio-médio: Luan Chagas x Jim Wallhead

Peso galo: Marco Beltrán x Deiveson Alcântara

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário