St. Pierre garante aposentadoria definitiva se perder em seu retorno

Há quase quatro anos afastado do octógono, o canadense deve voltar a lutar no segundo semestre de 2017

St. Pierre deve retornar ao octógono no segundo semestre deste ano (Foto: Reprodução/Facebook)

St. Pierre deve retornar ao octógono no segundo semestre deste ano (Foto: Facebook)

Sem lutar desde novembro de 2013, Georges St. Pierre sequer voltou a pisar no octógono para entrar em ação, mas o próprio canadense já admite que o fim definitivo de sua carreira pode estar próximo. De acordo com o ex-campeão dos meio-médios, ele nunca mais lutará se perder em seu retorno ao MMA, que deve acontecer no segundo semestre deste ano.

Veja Também

St. Pierre (foto) só voltará ao octógono no segundo semestre Foto: Reprodução/Youtube
Georges St. Pierre revela que só poderá lutar a partir de outubro
Bisping com seu cinturão linear (Foto: Reprodução Facebook/UFC)
Bisping reafirma desejo de enfrentar GSP, mas aprova cinturão interino
Dana revelou que GSP deve lutar pelo título até 77kg. (Foto: Reprodução/Youtube)
Dana White afirma que St. Pierre lutará pelo cinturão dos meio-médios

“Uma coisa que posso dizer, com certeza, é que estou a uma luta de me aposentar de vez. Com certeza. Se eu voltar e perder, deu pra mim. Estou terminado. Não quero me manter lá para virar um saco de pancadas para os jovens. Não acredito que vou perder e me sentir o melhor do mundo. Eu me esforço demais e sinto que agora sou uma versão melhor do que quando saí. Se mais pra frente eu perder, eu passo a tocha adiante. Vou lutar como se não tivesse amanhã e, olhando para o meu cartel, eu não perco constantemente, então, pode ser que eu ainda fique lá por um bom tempo”, declarou St. Pierre, em entrevista ao programa ‘MMA Hour’.

O retorno de GSP pode acontecer contra Michael Bisping, atual campeão dos médios. Para o canadense, um confronto contra o inglês faz sentido no atual cenário.

“Eu contra o Bisping é uma situação de ganho para o UFC e para nós. Pedemos perder grande, mas também ganhar grande. Se eu lutar com outra pessoa, posso perder grande, mas não ganhar grande. Eu voltei para reescrever a minha história e pegar a maior luta possível. No momento, o Bisping é a maior. Se ele perder o cinturão, para mim, ele ainda será o campeão. Ele é o cara que trabalha duro e tem a carreira mais bem-sucedida no UFC, com mais vitórias. Ele já venceu os melhores e, pra mim, é o cara principal do momento”, concluiu.

St. Pierre não luta desde novembro de 2013, quando bateu Johny Hendricks e logo em seguida anunciou seu afastamento por tempo indeterminado do MMA. Ao todo, ele tem um cartel profissional de 25 vitórias e duas derrotas. No UFC, acumula 20 triunfos e dois reveses, com direito a nove defesas de cinturão na categoria dos meio-médios.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário