Após título, Holloway provoca McGregor: ‘Venha me implorar’

Novo campeão peso pena do UFC garantiu que não irá pedir luta com irlandês e que o rival é quem deveria buscar duelo

M. Holloway fala após conquistar o título (Foto: Reprodução Youtube UFC)

M. Holloway fala após conquistar o título (Foto: Reprodução Youtube UFC)

Mesmo tendo sofrido sua última derrota para Conor McGregor, Max Holloway, novo campeão peso pena do UFC, não pretende buscar a revanche. Após nocautear José Aldo no UFC 212 do último sábado (3), o havaiano garantiu que não será mais um lutador que irá “implorar” por uma luta contra irlandês e que é o próprio McGregor quem deveria buscar um duelo com ele.

Veja Também

Holloway nocauteou Aldo e conquistou o cinturão linear (Foto: Facebook /UFC)
UFC 212: Holloway vence Aldo, cala a Arena do Rio e conquista cinturão dos penas
M. Holloway criticou ex-algoz Foto: (Reprodução/Twitter ufc_brasil)
Aldo e Holloway ganham bônus de Luta da Noite no UFC 212
M. Holloway nocauteou J. Aldo no UFC 212 (Foto: Reprodução/Facebook UFCBrasil)
Vídeo: Assista como Max Holloway destronou José Aldo no UFC 212

“Se ele quiser descer de volta para os penas, ele pode lutar comigo, que venha me implorar. Mas se não quiser, é isso aí, não tem nada demais. Ele foi o campeão em 2015. Pode sair dizendo por aí o que quiser e mostrando seu cinturão para quem ele quiser, e ninguém pode tirar isso dele, realmente. Mas estamos no ano de 2017. Ele foi campeão em 2015. Agora, em 2017, eu sou o cara, eu sou o campeão”, comentou Holloway após o duelo com Aldo.

Apesar de muitos campeões buscarem lutas em outras divisões quando ganham o título, Holloway pretende ser uma versão peso pena de nomes como Anderson Silva e Demetrious Johnson. “Blessed” não tem planos de deixar a categoria até 66 kg.

“Caras como Demetrious Johnson têm aquela motivação extra de continuar defendendo o título. Isso é especial. Eu quero defender meu trono, meus fãs sabem quem eu sou, eles me amam por isso. Eu quero ser o campeão e seguir defendendo o título. Quero que as pessoas tentem tirar meu território”, encerrou o havaiano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário