Manuwa garante que será o próximo desafiante nos meio-pesados

Inglês declarou que, caso vença Volkan Oezdemir no UFC 214, enfrentará o vencedor de Daniel Cormier e Jon Jones

J. Manuwa perto de disputar o título (Foto: Reprodução Twitter @POSTERBOYJM)

J. Manuwa perto de disputar o título (Foto: Reprodução Twitter @POSTERBOYJM)

Jimi Manuwa está em uma sequência de apenas duas vitórias seguidas. Mas os impressionantes nocautes sobre Ovince St. Preux e Corey Anderson foram o suficiente para colocá-lo perto de uma disputa pelo cinturão meio-pesado do UFC. E o inglês garantiu que será o próximo desafiante caso passe pelo suíço Volkan Oezdemir.

Veja Também

Cormier pede salário milionário para Johnson lutar com Dillashaw
Em má fase, Frankenstein descarta pressão por vitória no UFC Auckland
Vídeo: Após derrota, Aldo aparece chorando nos bastidores do UFC 212

Os dois se enfrentam no UFC 214, no dia 29 de julho, mesmo evento que terá a disputa do título até 93 kg., entre o atual campeão Daniel Cormier e o desafiante Jon Jones. Manuwa revelou que o próprio Ultimate garantiu sua oportunidade, se ele conseguir vencer Oezdemir, também com duas vitórias seguidas na organização.

“Eu estou tranquilo, não posso reclamar por Jon Jones conseguir a luta. Ele é um dos melhores lutadores de todos os tempos. Acho que vou nocautear Volkan, e Dana disse que terei uma chance de disputar o cinturão depois disso”, comentou o inglês, em entrevista ao programa norte-americano “The MMA Hour”.

Outra situação que pode afastá-lo de uma disputa pelo cinturão é o fato de que Manuwa é parceiro de treinos de Alexander Gustafsson, mais um que pode roubar seu lugar na fila. “Poster Boy” garante, no entanto, que não há animosidade com o sueco.

“Nós dois não nos importamos com quem vai conseguir a luta pelo cinturão primeiro. Posso dizer que Alex é um dos melhores do mundo, e eu ficaria muito feliz se ele conseguisse, e ficaria muito feliz por mim. Não precisamos colocar isso entre nós. Treinamos juntos, nos ajudamos, somos amigos e parceiros de sparring, então não me importo com quem vai conseguir. É óbvio, eu quero e ele também, então o que acontecer, aconteceu”, declarou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário