Megan Anderson se diz pronta para destronar Cyborg: ‘Sei que posso’

Australiana diz que é hora de o peso pena feminino ter uma nova representante e disse não se importar com experiência da brasileira

C. Cyborg (dir) pega M. Anderson (esq) Foto: Reprodução/Twitter/criscyborg)

C. Cyborg (dir) pega M. Anderson (esq) Foto: Reprodução/Twitter/criscyborg)

Logo após ser confirmada como nova atleta do Ultimate e, de cara, disputando o título da categoria dos penas no UFC 214, Megan Anderson garantiu estar preparada, apesar de lutar MMA há menos de quatro anos, enquanto sua adversária, a brasileira Cris Cyborg é profissional desde 2005, e tem nove lutas a mais que a australiana.

Veja Também

Cyborg (esq) e Anderson (dir) se enfrentam em julho (Foto: Divulgação/ UFC)
Cyborg enfrenta Megan Anderson pelo cinturão dos penas no UFC 214
Cyborg lutará dia 29 de julho (Foto: Reprodução/Youtube)
Cyborg critica o UFC após ter luta pelo cinturão dos penas confirmada
Randamie se mostrou surpresa com perca do cinturão (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Randamie se diz surpresa após ter cinturão retirado pelo UFC: ’Ninguém me disse nada’

Com um cartel de oito vitórias e duas derrotas, e chegando ao confronto com Cyborg com quatro triunfos seguidos, Anderson falou sobre o desafio de enfrentar uma das melhores lutadoras de todos os tempos e declarou que é hora de o peso pena feminino ter uma nova campeã, uma nova líder.”

“Não é sobre há quanto tempo você está no esporte, é sobre sua vontade e dedicação. Não é porque estou há menos tempo que mereço menos. Tenho uma grande equipe por trás de mim e sei do que sou capaz. Honestamente, acho que é minha hora de brilhar e é hora de alguém novo – alguém empolgante, alguém confiável – conduzir a tocha de melhor peso pena do mundo”, comentou a australiana, em entrevista ao site da emissora norte-americana ESPN.

Anderson e Cyborg se enfrentam na segunda luta mais importante do UFC 214, que acontece no dia 29 de julho, em Anaheim, nos Estados Unidos. No duelo principal da noite, Daniel Cormier e Jon Jones fazem a revanche do duelo ocorrido  em janeiro de 2015, no UFC 182. Também em ação estarão nomes como Renan Barão, que volta ao peso galo contra Aljamain Sterling, e o ex-desafiante ao título dos penas Ricardo Lamas, que pega a promessa Jason Knight.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário