Bisping se irrita com comparações a Randamie: ‘Não é isso, filhos da p***!’

Campeão dos médios vem sendo criticado por não enfrentar Yoel Romero, mesma situação da holandesa, que recusou Cris Cyborg

Bisping não gostou das comparações com Randamie (Foto: Reprodução/Facebook MichaelBisping)

Bisping foi comparado a Randamie (Foto: Reprodução/Facebook MichaelBisping)

O polêmico caso envolvendo a lutadora Germaine de Randamie, que foi destituída do posto de campeão peso galo feminino do UFC após não aceitar enfrentar a brasileira Cris Cyborg, sobrou até para Michael Bisping. Isso porque o campeão dos médios vem sendo criticado por não topar um duelo contra Yoel Romero, número 1 no ranking até 84kg. No entanto, de acordo com inglês, uma lesão o impede de entrar no octógono, o que torna diferente os cenários.

Veja Também

Randamie se mostrou surpresa com perca do cinturão (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Randamie se diz surpresa após ter cinturão retirado pelo UFC: ’Ninguém me disse nada’
Cyborg (esq) e Anderson (dir) se enfrentam em julho (Foto: Divulgação/ UFC)
Cyborg enfrenta Megan Anderson pelo cinturão dos penas no UFC 214

“Tenho que ter muito cuidado com o que eu digo, porque sei que todo mundo vai falar uma porção de m*** sobre o que eu disser. “Você é um covarde de m***, defendeu seu cinturão contra a p*** do Dan Henderson! Você está fugindo dos principais desafiantes!” Não foi isso o que aconteceu, seus filhos da p***. O UFC me ofereceu a luta contra Dan Henderson, e depois eu tive que operar o meu joelho. Na verdade, operei meus dois joelhos”, declarou, em entrevista ao podcast “Believe You Me”.

Embora deixe claro seu descontentamento com as comparações, Bisping admite que entende o lado de quem o coloca em situação parecida com a da holandesa. Contudo, ele faz ressalva sobre a diferença entre os dois.

“As pessoas sempre associaram Germaine de Randamie a mim desde o início porque, assim que venceu Holly Holm e conquistou o cinturão peso-pena do UFC, ela disse imediatamente, ainda no octógono, quando Joe Rogan tentou encaminhar uma luta dela contra Cris Cyborg: “Não, não vou poder lutar. Tenho que operar a minha mão.” Ela fugiu da desafiante número um assim que conquistou o cinturão, ainda no octógono! Depois, na coletiva de imprensa, ela disse que deveria fazer uma revanche contra Holly Holm, porque a luta foi muito equilibrada. Peraí! Você tem que operar a mão ou não? Eu sei que as pessoas vão me atacar por todos os lados, porque parece, para quem está do lado de fora, que eu estou fugindo de Yoel Romero, o que não é verdade de forma alguma. Eu passei por duas cirurgias. Voltei a treinar agora, mas ainda não consigo passar por um camp completo de treinos. Mas eu entendo os paralelos que as pessoas traçam entre a minha realidade e a de Germaine de Randamie, e entendo que elas me chamem de hipócrita”, concluiu.

Bisping conquistou o cinturão da categoria dos médios ao nocautear Luke Rockhold no UFC 199, em junho de 2016. De lá para cá, atuou apenas uma vez, quando defendeu o título contra Dan Henderson no UFC 204, em outubro passado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário