Bellator 180: Após quase ‘nocaute duplo’, Mitrione nocauteia Fedor

Mitrione não tomou conhecimento da lenda russa, que sofreu a quarta derrota da carreira; Douglas Lima mantém o cinturão

Mitrione nocauteou Fedor no R1 (Foto: Reprodução/Youtube)

Mitrione nocauteou Fedor no R1 (Foto: Reprodução/Youtube)

O ‘Último Imperador” foi deposto. Considerado por muitos o melhor peso pesado da história do MMA, Fedor Emelianenko não foi páreo para as mãos pesadas de Matt Mitrione, que o nocauteou aos 1m14s da segunda luta mais importante do Bellator 180, realizado neste sábado (24), em Nova York, no lendário Madison Square Garden.

Veja Também

Mitrione (dir.) bateu Fedor (esq.) Foto: Reprodução / Twitter / BellatorMMA
Vídeo: Veja o nocaute de Mitrione sobre Fedor no Bellator 180
Bader é o novo campeão meio-pesado do Bellator (Foto: Reprodução/Youtube)
Bellator 180: Bader bate Davis na decisão e conquista cinturão dos meio-pesados
Sonnen (foto) venceu Wand no Bellator. Foto: Reprodução / Facebook / BellatorMMA
Bellator 180: Sonnen domina Wanderlei Silva e vence na decisão
Sonnen (dir) dominou Wand (esq) na luta principal(Foto: Reprodução/ BellatorMMA)
Vídeo: Assista a vitória de Sonnen sobre Wanderlei Silva no Bellator 180
Wand empurrou Sonnen (Foto: Reprodução/Twitter/BellatorMMA)
Vídeo: Após derrota, Wanderlei empurra Sonnen durante entrevista

Essa foi apenas a quinta derrota na carreira de Fedor, que ainda conta com 36 vitórias e 1 no contest. Mitrione, por sua vez, conquista o triunfo mais expressivo de seu cartel, que agora soma 12 resultados negativos e cinco negativos. Meathead, como é conhecido, venceu pela terceira vez na organização, todas por nocaute. Curiosamente, antes de embarcar na companhia presidida por Scott Coker, ele havia realizado todas suas lutas profissionais pelo UFC.

“Eu sabia que ia ser explosivo, e que quem acertasse primeiro venceria”, declarou Mitrione, na entrevista pós-luta, ainda no cage.

A luta

O combate começou com muito estudo de ambas as partes, sem muita efetividade. Em um momento raro no MMA, os dois acertam cruzados e caíram para trás ao mesmo tempo. Contudo, Mitrione se levantou primeiro e foi para cima do russo, liquidando a fatura após uma série de socos.

Chandler se lesiona e perde o cinturão dos leves para Primus

Primus é o novo campeão dos leves (Foto: Reprodução/Facebook/BellatorMMA)

Primus é o novo campeão dos leves (Foto: Reprodução/Facebook/BellatorMMA)

A disputa pelo cinturão peso leve teve um desfecho pouco imaginado pelos fãs. Logo nos primeiros minutos de luta, o campeão Michael Chandler, amplo favorito contra o desafiante Brent Primus, torceu o tornozelo e foi impedido de continuar no combate. Dessa forma, Primus foi coroado como o novo campeão da categoria até 70kg. O novo campeão se manteve invicto na carreira, com oito vitórias em oito lutas. Chandler, por sua vez, perdeu pela quarta vez em 20 lutas profissionais.

Na entrevista pós-luta, Primus garantiu que pretende conceder a revanche para o rival. “Ele merece uma revanche imediata, ele é um campeão, é um monstro. Eu adoraria enfrentá-lo de novo, vamos fazer a revanche”, declarou.

Primus começou o combate chutando alto, enquanto Chandler com um bom jab que faz o rival recuar. Contudo, Chandler pisou em falso com o pé esquerdo e acabou torcendo o tornozelo. Ele tentou se manter em pé, mas seguiu tendo dificuldades para se manter em pé. O árbitro, então interrompeu o combate e chamou o médico para examinar o campeão. Após alguns minutos, foi confirmado que Chandler não tinha condições físicas de seguir no duelo, definindo, assim, Primus como o novo campeão dos leves.

Douglas Lima bate Larkin e mantém cinturão dos meio-médios

Lima manteve o cinturão dos meio-médios (Foto: Reprodução/Facebook/DouglasLima)

Lima manteve o cinturão dos meio-médios (Foto: Reprodução/Facebook/DouglasLima)

Antes do duelo, Douglas Lima garantiu que poderia vencer ex-lutadores do UFC. Neste sábado, dentro do cage circular do Bellator, ele provou que estava certo. Após cinco rounds movimentados e disputados em pé, Lima manteve o cinturão dos meio-médios (até 77kg) ao derrotar o estreante Lorenz Larkin na decisão unânime dos juízes (triplo 48×47).

Com a vitória, Lima, que havia conquistado o título ao nocautear o russo Andrey Koreshkov, em novembro de 2016, realiza pela primeira vez uma defesa de cinta na companhia. Na primeira oportunidade, em 2015, o goiano perdeu para o mesmo Koreshkov, logo na luta seguinte de sua vitória sobre Rick Hawn, que lhe rendeu o até então inédito título. Esse foi o terceiro triunfo consecutivo de Douglas, que deve enfrentar outro ex-UFC em seu próximo desafio: o canadense Rory MacDonald.

“Estou tão abençoado, lutei tanto para chegar aqui. Foi difícil de encontrar a distância, mas encaixei a mão esquerda. Ele é muito duro”, disse Douglas, ainda no cage.

A luta 

O duelo começou com os dois se estudando, com os dois insistindo em chutes baixos. Larkin tentou surpreender com um chute alto, que levou perigo ao rival. Douglas, por sua vez, seguia apostando nos chutes nas pernas do rival, que passou a sentir. Na reta final, Douglas encaixou um boa combinação de golpes e levou para a grade, mas o gongo soou.

A segunda etapa começou da mesma maneira: Douglas indo para cima e soltando chutes baixos por fora da perna esquerda. Larkins, por sua vez, tentava responder com cruzados. O desafiante conseguiu conectar um forte golpe em Douglas, que sentiu. No entanto, ao ir para cima, Larkin acabou sendo surpreendido com um potente upper do brasileiro, indo a knockdown. Lima rapidamente foi para cima, tentando liquidar a fatura, Larkin, contudo, conseguiu se recuperar e voltou a ficar em pé, mas foi pressionado até o fim do round.

Douglas voltou caçando desafiante, soltando chutes na linha de cintura. Lorenz tentava responder com jabs, mas o brasileiro se esquivava bem, enquanto circulava pelo cage. O americano voltou a cercar o campeão, mas pouco atacava. Lima, mais solto na luta, seguia levando perigo com fortes cruzados. Lima ainda teve tempo de encurralar Larkin, porém não foi efetivo.

Ambos voltaram mais cautelosos para o quarto round, se arriscando pouco. O público esboçou uma vaia, que parece ter despertado os lutadores. Douglas acertou um forte golpe de direita em Lorenz, que contragolpeou com um chute alto de esquerda. O combate passou a ser disputado no centro do cage, com Larkin ditando o ritmo, embora sem contundência. No minuto final, o americano se desequilibrou e caiu por baixo do brasileiro, mas contou com o apoio da grade e ficou novamente em pé.

Ciente da desvantagem, Larkin voltou mais agressivo, disparando fortes golpes no brasileiro, que respondia timidamente com chutes nas pernas. O duelo seguiu da mesma maneira até o fim, com o desafiante pressionando e buscando o nocaute, enquanto Douglas apenas cadenciava o duelo.

Resultados do Bellator 180

CARD PRINCIPAL

Peso meio-pesado: Chael Sonnen derrotou Wanderlei Silva na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×26, 30×27)

Peso pesado: Matt Mitrione derrotou Fedor Emelianenko por nocaute técnico aos 1m14s do R1

Peso leve: Brent Primus derrotou Michael Chandler por nocaute técnico (interrupção médica) aos 2m22s do R1

Peso leve: Zach Freeman derrotou Aaron Pico por finalização aos 24 segundos do R1

Peso meio-médio: Douglas Lima derrotou Lorenz Larkin por decisão unânime dos juízes (48×47, 48×47, 48×47)

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Ryan Bader derrotou Phil Davis por decisão dividida dos juízes (49×46, 47×48, 49×46)

Peso médio: Neiman Gracie x Dave Marfone

Peso pena: James Gallagher derrotou Chinzo Machida por finalização (mata-leão) aos 2m22s do R1

Peso mosca: Heather Hardy derrotou Alice Yauger por nocaute técnico aos 4m47s do R3

Peso leve: Ryan Couture derrotou Haim Gozali por decisão unânime dos juízes (30×26, 30×27, 30×27)

Peso médio: Anthony Giacchina derrotou Jerome Mickle por finalização (estrangulamento) aos 3m40s do R3

Peso meio-médio: Hugh McKenna derrotou John Salgado por finalização (kimura) aos 4m06s do R1

Peso mosca: Matt Rizzo derrotou Sergio da Silva por finalização (triângulo de braço) aos 3m48s do R3

Peso leve: Bradley Desir derrotou Nate Grebb por nocaute técnico aos 2m54 do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário