Após ser chamado de trapaceiro, Overeem rebate Hunt: ‘Falastrão’

Overeem rebateu as críticas recebidas por Hunt, que o chamou de trapaceiro por ter feito uso do soro através do método intravenoso

Overeem respondeu as críticas recebidas (Foto: Reprodução/Facebook-AlistairOvereem)

Overeem respondeu as críticas recebidas (Foto: Reprodução/Facebook-AlistairOvereem)

Alistair Overeem e Mark Hunt já se enfrentaram duas vezes, com o holandês levando a melhor em ambas as ocasiões, mas a rivalidade entre eles está longe de terminar. O neozelandês, irritado por Overeem ter sido autorizado a receber soro através do método intravenoso, prática proibida pela USADA, após sofrer uma intoxicação alimentar,  na revanche entre eles, em março deste ano, não poupou o rival das críticas, a quem definiu como ‘trapaceiro’. The Reem, no entanto, se defendeu das críticas recebidas.

Veja Também

Ronda pode ir para o telecatch (Foto: Reprodução-Facebook UFC)
Ronda Rousey revela que teve casa assaltada por skatistas
A. Overeem criticou Fedor (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Overeem desabafa sobre Fedor: ‘Não é o melhor de todos os tempos’

“Mark é um daqueles veteranos, eu o respeito muito, mas no fim das contas, ele é só um falastrão. Eu lutei com ele duas vezes, o derrotei nos pesos-meio-pesados, quebrei o braço dele, e depois eu venci por nocaute como peso-pesado. Eu estava muito mais leve nas duas lutas. Na primeira, eu tinha 106 kg e ele tinha 135. Como assim? Eu quebrei o braço dele, e eu sabia da luta há pouco tempo. Foi coisa de cinco dias. Eu recebi a ligação na segunda, na terça ou quarta eu estava no avião, e lutamos no sábado. No UFC 209, eu tive um bom camp, mas tive uma intoxicação alimentar no dia anterior, e consegui nocauteá-lo. Então eu não sei, não sei o que ele quer de mim. Acho que já mostrei ao mundo que sou um lutador melhor”, declarou Overeem, em entrevista ao programa “The MMA Hour”.

Apesar da rivalidade, Overeem afirmou ser fã de Hunt, em virtude do estilo agressivo durante as lutas. “Palavras não machucam, mas se ele quer continuar falando, continue. Para mim, ele é um cara que fala demais, de qualquer jeito. Ele fala porque não tem fatos, provas, ele não tem nada para se basear. Eu achava que ele era mais antes, eu sou fã do estilo dele. Ainda sou. Mas, sim, acho que ele é um pouco fraco mentalmente”, concluiu o holandês, que se prepara para enfrentar Fabricio Werdum no UFC 213, neste sábado (08).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário