UFC 213: Overeem vence Werdum e afasta brasileiro do cinturão

Holandês superou brasileiro e deve ser o próximo a enfrentar Stipe Miocic, atual campeão peso pesado do Ultimate

A. Overeem (foto) venceu Werdum (Foto: Reprodução/Twitter/Fox Sports)

A. Overeem (foto) venceu Werdum (Foto: Reprodução/Twitter/Fox Sports)

O holandês Alistair Overeem superou um knockdown sofrido no terceiro round para vencer Fabricio Werdum na decisão majoritária (29-28, 28-28, 29-28) dos juízes no UFC 213, evento realizado na madrugada deste domingo (09), em Las Vegas (EUA). O resultado afastou o brasileiro de uma revanche contra Stipe Miocic, pelo cinturão dos pesos pesados.

Veja Também

T. Marreta (esq) vence de novo (Foto: Reprodução/Instagram/UFC)
Marreta nocauteia nas preliminares do UFC 213 e desafia Mousasi
A. Nunes é campeã há 14 meses (Foto: Reprodução/Facebook/UFC)
Amanda Nunes está fora do UFC 213 após ser hospitalizada

Após a luta, o holandês admitiu que quase foi nocauteado por Werdum no último round, reiterou seu respeito ao brasileiro, ex-campeão peso pesado do UFC, e garantiu que venceu os dois primeiros assaltos.

“Eu tenho muito respeito por Fabricio. Ele me pegou de jeito no último round e eu quase fui nocauteado, mas acho que fiz o suficiente para vencer, já que ganhei os dois primeiros rounds”, comentou.

A luta

Werdum começou todos os rounds com sua voadora característica, mas Overeem parecia ligado e não foi vítima do chute do brasileiro. Mudando de base a todo momento, o holandês confundia “Vai Cavalo”, que tentava achar a distância e usava chutes baixos e no corpo de “The Reem”, que respondia com jabs certeiros no nariz do brasileiro. O primeiro assalto foi equilibrado e poderia ter ido para qualquer um dos dois.

No segundo assalto, o holandês achou a distância antes do brasileiro e começou a ter ainda mais sucesso com jabs e diretos de esquerda, quando chegava à base de canhoto. Werdum sofreu com os golpes do holandês e chegou a balançar duas vezes. O brasileiro ainda ensaiou uma tentativa de queda sem sucesso e puxou a guarda para tentar aplicar seu jiu-jitsu.

No córner de Werdum, o técnico Rafael Cordeiro pedia que o gaúcho soltasse mais golpes. E foi assim que o ex-campeão conseguiu vantagem grande no assalto final. Buscando decidir, “Vai Cavalo” achou logo o queixo do holandês e conectou diversos diretos que deixaram Overeem tonto. Após um knockdown sofrido, o brasileiro puxou para a guarda tentando encaixar uma guilhotina, mas o holandês logo se livrou.

Werdum, porém, levantou e logo conectou mais golpes, levando Overeem à grade, rendido. O brasileiro escolheu levar a luta para o chão e castigou o adversário da guarda até o fim da luta, o que acabou não sendo o suficiente para garantir a vitória.

Pettis volta aos leves e vence Miller

Antes de Werdum x Overeem, o ex-campeão peso leve Anthony Pettis retornou com sucesso à divisão que um dia reinou ao superar Jim Miller na decisão. Após um primeiro round de equilíbrio, onde “Showtime” se impôs em pé apenas nos últimos minutos, acertando golpes duros, Miller começou o segundo assalto melhor.

Usando a pressão que tanto prejudica o estilo de Pettis, o norte-americano conseguiu excelente queda e chegou a pegar as costas do adversário. O ex-campeão conseguiu defender as tentativas de finalização e conseguiu raspagem excelente, ficando por cima no restante do round e punindo o rival com ground and pound.

No derradeiro assalto, o duelo ficou mais morno, com Miller sem potência para pressionar Pettis e “Showtime” preocupado em administrar a vitória, já que vinha de derrota acachapante para Max Holloway. No fim, Anthony Pettis venceu por decisão unânime, levando os três rounds nas papeletas de todos os juízes laterais.

Depois de Miller x Pettis, foi a vez dos pesos pesados Curtis Blaydes e Daniel Omielanczuk entrarem em ação. O duelo foi morno, com Blaydes buscando a queda a todo momento e sendo rechaçado pelo polonês. O norte-americano, porém, se manteve sempre em posição de vantagem e usou os jabs para pontuar. No fim, decisão a favor de Blaydes.

Abrindo a porção principal do UFC 213, o brasileiro Douglas D’Silva não resistiu ao boxe superior de Rob Font e acabou finalizado no segundo round após ser dominado em pé durante quase nove minutos. O peso galo resistiu até o fim do segundo assalto, mas Font aproveitou um erro para conseguir uma guilhotina.

Resultados UFC 213

Peso pesado: Alistair Overeem venceu Fabricio Werdum por decisão majoritária (28-28, 2x 29-28)

Peso pesado: Curtis Blaydes venceu Daniel Omielanczuk por decisão unânime (3x 30-27)

Peso leve: Anthony Pettis venceu Jim Miller por decisão unânime (3x 30-27)

Peso galo: Rob Font venceu Douglas D’Silva por finalização (guilhotina) aos 4m36s do R2

CARD PRELIMINAR 

Peso pesado: Alexey Oliynyk venceu Travis Browne por finalização (mata-leão) aos 3m44s do R2

Peso meio-médio: Chad Laprise venceu Brian Camozzi por nocaute técnico a 1m27s do R3

Peso médio: Thiago Marreta venceu Gerald Meerschaert por nocaute técnico aos 2m04s do R2

Peso meio-médio: Belal Muhammad venceu Jordan Mein por decisão unânime (2x 29-28, 30-27)

Peso pena: Cody Stamann venceu Terrion Ware por decisão unânime (2x 30-27, 29-28)

Peso meio-pesado: Trevin Giles venceu James Bochnovic por nocaute aos 2m54s do R2

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário