Shevchenko acusa Amanda de ter mentido sobre saída do UFC 213

Desafiante diz que campeã brasileira deixou luta por conta do corte de peso, e não por uma crise de sinusite crônica

V. Shevchenko (foto) segue na bronca com Amanda (Foto: Reprodução Facebook UFC)

V. Shevchenko (foto) segue na bronca com Amanda (Foto: Reprodução Facebook UFC)

Desafiante ao título peso galo feminino, Valentina Shevchenko teria a chance de tirar o cinturão da rival Amanda Nunes no UFC 213. Porém, no dia da luta, a brasileira sofreu com uma crise de sinusite crônica e deixou o combate, remarcado para o UFC 215, em setembro. Porém, a quirguistanesa duvida que a sinusite tenha sido a razão para a Leoa deixar a luta.

Veja Também

F. Werdum volta no UFC 216 (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Fabricio Werdum mede forças com Derrick Lewis no UFC 216
Duelo irá acontecer dia 4 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Após estreia vitoriosa, Carcacinha encara canadense invicto no UFC 217
Duelo irá acontecer dia 11 de novembro (Foto:Reprodução/Divulgação/UFC)
Matt Brown enfrenta Diego Sanchez no UFC Norfolk, em novembro

Em entrevista ao site norte-americano “BJPenn.com”, “Bullet” declarou que Amanda sofreu muito no corte de peso e se sentiu mal após se reidratar e, por isso, desistiu da luta entre as duas.

“Eu não acredito na razão que ela deu para ter passado mal. Ela disse que sofreu uma crise de sinusite ou qualquer coisa do tipo. Não acredito nisso. Eu acho que ela estava cortando peso e sofreu com isso. Nas últimas 24 horas antes da luta acabou sendo um pouco demais e ela desistiu. Eu acho que ela estava muito fraca do corte de peso. Quando há qualquer problema de saúde, é claro que você vai ao médico e revela sua situação, mas ela não fez isso. O médico a checou depois e a liberou para lutar, mas ela ainda não estava bem. Por causa do corte de peso. Por isso acho que o corte de peso foi a razão pela qual ela saiu da luta”, comentou Shevchenko, que disse ter mantido o foco para o UFC 215.

“Eu estava tão perto, mas não aconteceu. Agora temos uma data e foi ótimo, dois meses depois do UFC 213. Pude descansar um pouco e voltar a treinar com o mesmo foco. Eu estou sempre motivada, não preciso de algo a mais porque sempre tenho a capacidade de me motivar e de me levar ao extremo”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário