Bisping diz que Jones deveria ser banido do MMA: ‘Não tem espaço para drogas no esporte’

Embora reconheça os feitos da carreira de Jones, Bisping acredita que o lutador deveria ser banido em virtude dos casos de doping

Bisping opinou sobre o futuro de Jones (Foto: Reprodução/Youtube UFC)

Bisping opinou sobre o futuro de Jones (Foto: Reprodução/Youtube UFC)

Michael Bisping é conhecido por ser bastante ácido em suas respostas, doa a quem doer. Ao comentar o polêmico novo caso de doping envolvendo Jon Jones, a postura do atual campeão dos médios não foi diferente. Demonstrando irritação com a situação, o inglês não pensou duas vezes para afirmar que ‘Bones’ deveria ser banido do MMA, relembrando que o atleta apresenta um vasto histórico de polêmicas com doping e confusões fora do octógono.

Veja Também

Cormier voltou a ser campeão do UFC (Foto: Reprodução/Youtube UFC)
Após anulação de derrota para Jones, Cormier volta a ser campeão do UFC
Luta entre Cormier (esq) e Jones (dir) ficou sem resultado (Foto: Reprodução/Facebook UFC)
Comissão: luta entre Jones e Cormier no UFC 214 fica sem resultado

“Eu acredito que sim (sobre Jones ser banido). Se você tem o histórico de tomar drogas que melhoram o desempenho, não tem espaço para isso. É um esporte viciante. Não é para todo mundo. Não estamos tentando colocar uma bola em uma cesta, estamos tentando acabar com nossos oponentes, seja por finalização ou os nocauteando. Drogas que aumentam o desempenho não têm espaço nesse esporte. (…) Fora do octógono, ele tomou decisões muito ruins. Eu acho que ele está se deparando com uma suspensão por quatro anos. E é justo dizer que não tem fumaça sem fogo. Não é a primeira vez dele. Então, eu acho, que vamos ver como a coisa se desdobra, mas não parece bom”,  declarou o inglês, em entrevista ao programa ‘SI Now’.

Embora apresente inúmeros problemas em sua vida pessoal, Jones é visto por todos como um dos melhores lutadores de todos os tempos. Bisping, inclusive, fez questão de elogiar os feitos da carreira do norte-americano, mas ressaltou que o legado construído ficará manchado para sempre.

“Eu acho que, definitivamente, ele manchou o legado dele. Ele sempre vai ser lembrado pelas performances incríveis que ele apresentou. Quando ele entrou no UFC, ele foi inacreditável, absolutamente invencível”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário