Com nariz quebrado, Cerrone recebe suspensão médica de 180 dias

Peso meio-médio norte-americano ficará de molho por seis meses após derrota para Darren Till no UFC Polônia

Till (dir) quebrou o nariz de Cerrone (esq) no UFC Polônia (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

Till (dir) quebrou o nariz de Cerrone (esq) (Foto: Reprodução Twitter ufc_brasil)

A derrota por nocaute para Darren Till na luta principal do UFC Polônia custou a Donald Cerrone mais do que um nariz quebrado. Após o revés do último sábado (21), o norte-americano acabou suspenso pelo próprio Ultimate por seis meses por conta da lesão sofrida após um direto de esquerda do inglês, que o superou no primeiro round. Por ter sido disputado na Europa, o UFC foi o responsável pela regulação do evento, usando profissionais de Comissões Atléticas dos Estados Unidos. Caso Cowboy consiga a liberação de um médico especializado em fraturas faciais, ele poderá retornar antes do período de 180 dias.

Veja Também

D. Till (dir) segue invicto no MMA (Foto: Reprodução Facebook UFC)
Darren Till nocauteia Cerrone no primeiro round do UFC Polônia
Till (dir) quebrou o nariz de Cerrone (esq) no UFC Polônia (Foto: Reprodução Instagram ufc_brasil)
Vídeo: Assista os melhores momentos de Darren Till x Donald Cerrone no UFC Polônia
darren-till-reproducao-instagram-darrentill
Em alta após bater Cerrone, Darren Till garante: ‘Sou o melhor do mundo’

Além de Cerrone, outros quatro atletas também receberam suspensões semelhantes. Jan Blachowicz finalizou Devin Clark e levou para casa o prêmio de Performance da Noite, mas uma lesão no pé esquerdo o colocará de molho por seis meses. O próprio Clark também se machucou durante o combate, na batata da perna direita e no cotovelo direito e recebeu o mesmo tempo de suspensão.

Damian Stasiak, que ganhou o prêmio de Luta da Noite na sua derrota por nocaute técnico para Brian Kelleher, sofreu um problema no joelho direito e também fica fora por 180 dias. Sam Alvey, derrotado pelo estreante Ramazan Emeev, se lesionou no mesmo local de Stasiak e também fica fora de combate por 180 dias.

O meio-médio Warlley Alves e o peso pena Felipe Sertanejo, representantes brasileiros no UFC Polônia, foram suspensos preventivamente por 30 dias. Warlley sofreu um corte no supercílio na vitória sobre Salim Touahri e não poderá treinar por três semanas. Sertanejo, derrotado na decisão unânime por Josh Emmett, fica o mesmo período fora, sem poder ser liberado antes, por conta dos quatro knockdowns sofridos no primeiro assalto.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário