Gastelum diz não estar surpreso com doping de Anderson e garante: ’A luta contra Bisping é maior’

Gastelum, que enfrentaria Anderson Silva no UFC China, afirmou que luta contra Bisping é maior que contra o brasileiro

Bisping entrou no lugar de Anderson, pego no doping (Foto:Reprodução/Twitter UFC)

Bisping entrou no lugar de Anderson, pego no doping (Foto:Reprodução/Twitter UFC)

Afetado diretamente com o novo caso de doping envolvendo Anderson Silva, o norte-americano Kelvin Gastelum se mostrou indiferente em relação ao brasileiro. O campeão do TUF 17, que agora irá enfrentar Michael Bisping na luta principal do UFC China, no próximo sábado (25), garantiu não ter ficado surpreso com o escândalo recente vivido pelo ‘Spider’, além de ressaltar que a troca de adversário enalteceu o evento que acontecerá em Xangai.

Veja Também

Duelo esquenta o UFC Fresno (Foto:Reprodução/Twitter UFCBrasil)
Marlon Moraes substitui Rani e enfrenta Sterling no UFC Fresno
Werdum (dir.) vence Tybura (esq.) no UFC Austrália. Foto: Reprodução / Facebook UFC
Vídeo: Assista à vitória de Fabrício Werdum sobre Marcin Tybura no UFC Austrália

“A questão não é eu gostar ou não do Anderson Silva. Sou indiferente a ele. Não foi surpresa para mim ele ser flagrado pelo exame antidoping. O show tem que continuar. Acho que ele arruinou definitivamente seu legado, e é assim que as coisas são. Acho que a luta contra Michael Bisping é muito maior do que teria sido a luta contra Anderson Silva. Michael é o ex-campeão, está melhor ranqueado e sua moral no UFC é muito grande. Por tudo isso, essa é uma grande chance para mim. Acredito que será uma luta muito equilibrada. Ele está vindo de um camp completo, então acredito que esteja em boa forma, e estará pronto para lutar. Não acho que será uma luta fácil. O próprio Georges St-Pierre disse que foi a luta mais difícil da sua carreira”, declarou Kelvin e entrevista durante o Media Day do UFC Austrália, na última quinta-feira.

Apesar de ser considerado uma das principais promessas do UFC, Gastelum sequer tem uma categoria de peso definida. Acostumado a atuar nos meio-médios (até 77kg), o atleta da Kings MMA foi obrigado a subir para os médios (até 84kg) após ter recorrentes problemas com a balança. De acordo com ele, uma vitória contra o Bisping o deixará em posição favorável nas duas divisões.

“Se eu vencer, acredito que terei arruinado os planos de algumas pessoas, porque vou me colocar em posição de poder disputar o cinturão dos pesos-médios, o que seria ideal. Mas também acredito que, se fizer as coisas da forma correta, posso bater 77kg de forma sgura e saudável para poder também lutar pelo título dos meio-médios. Isso me dá a vantagem de poder descer de categoria e desafiar Tyron Woodley, que é algo que eu acredito que possa fazer. Vencendo no sábado, fico em uma boa posição para pedir a disputa também do cinturão peso-médio. Mas é só depois da luta que você vê as possibilidades que estão à sua disposição e o que você quer fazer. Não pretendo pensar no que fazer antes de enfrentar Michael Bisping”, concluiu.

UFC China

CARD PRINCIPAL 

Peso médio: Michael Bisping x Kelvin Gastelum

Peso meio-médio: Li Jingliang x Zak Ottow

Peso pena: Wang Guan x Alex Caceres

Peso meio-médio: Muslim Salikhov x Alex Garcia

CARD PRELIMINAR 

Peso pena: Zabit Magomedsharipov x Sheymon Moraes

Peso meio-médio: Kenan Song x Bobby Nash

Peso palha: Kailin Curran x Yan Xiaonan

Peso galo: Pingyuan Liu x Bharat Khandare

Peso pesado: Chase Sherman x Shamil Abdurakhimov

Peso galo: Yanan Wu x Gina Mazany

Peso pena: Wuliji Buren x Rolando Dy

Peso pesado: Cyril Asker x Yaozong Hu

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário