Cris Cyborg exige punições a fotógrafo que a insultou

Brasileira quer que Mark Aragon seja punido pelo UFC e por equipe da adversária Holly Holm. Profissional se desculpou

C. Cyborg se irritou com membro da equipe de Holm (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Alguns dias após a vitória de Cris Cyborg sobre Holly Holm, o fotógrafo da equipe da norte-americana, a Jackson-Wink MMA, iniciou uma polêmica ao referir-se a brasileira como homem. Ao saber do ocorrido, a campeã peso pena do UFC exigiu punições a Mark Aragon, tanto pelo time de Holm, quanto pelo UFC. Cyborg quer que Aragon seja impedido de se credenciar a futuros eventos do Ultimate, além de ser demitido ou repreendido pela Jackson-Wink.

Veja Também

Fotógrafo do time de Holm chama Cyborg de ‘homem’ em rede social
Cyborg exalta Holly Holm e volta a pedir Megan Anderson
Cris Cyborg fatura mais de R$ 1,5 milhão e leva salário do UFC 219

A brasileira argumentou que foi respeitosa ao longo da promoção do evento e da luta com Holly Holm. As duas se conhecem bem, tendo inclusive atuado em um filme juntas – “Fight Valley”, que também contou com a participação de Miesha Tate, ex-campeã peso galo do UFC.

Através de suas redes sociais, a brasileira também fez questão de exigir publicamente um pedido de desculpas da equipe da norte-americana, que fez apenas um mea culpa, citando aparentes provocações da própria Cyborg. Segundo o staff do time, Cris estava rindo de Holly ao rever a luta no celular, nos bastidores do UFC 219, que foi disputado no último dia 30 de dezembro. Após o ocorrido com Aragon, alguns membros da equipe, como o técnico Brandon Gibson, pediram desculpas, mas a equipe em si fez apenas um mea culpa. O próprio fotógrafo admitiu a culpa e também fez questão de pedir desculpas a Cyborg, que ainda não o respondeu.

Notícias relacionadas