Dominick Cruz vence Demetrious Johnson e defende cinturão no UFC on Versus 6

Único brasileiro no card, Rafaello Trator acabou nocauteado

O norte-americano Dominick Cruz comprovou neste sábado porque é o melhor peso galo da atualidade. Diante de um rápido Demetrious Johnson, o campeão do Ultimate encontrou dificuldades no início da luta, mas conseguiu controlar bem a peleja e levar a fatura na decisão unânime dos juízes. O combate foi a atração principal do UFC on Versus 6, evento realizado na cidade de Washington, nos Estados Unidos.  O programa de lutas do show, trouxe apenas um brasileiro em ação, que acabou deixando o octógono derrotado: Rafaello Trator até começou bem, mas foi nocauteado por Yves Edwards segundo round.

Dominick controla Johnson e defende cinturão
Com desvantagem na envergadura, Demetrious Johnson começou a luta com muita velocidade e variações de golpes retos com tentativas de queda, que pareciam ter pego o campeão de surpresa. Por sua vez, Cruz defendeu bem os ataques do desafiante e ainda conseguiu ficar por cima no solo, de onde trabalhou algumas transições, mas sem oferecer perigo para Jonhson.

Já no segundo round, Demetrious continuou trabalhando com velocidade e conectava alguns socos no campeão. Com dificuldades na troca de golpes, apesar da vantagem na envergadura, Dominick mudou a estratégia e procurou derrubar o adversário, usando boas quedas de judô. Com boa pressão por cima, o campeão controlou a peleja, esbanjando preparo físico, para defender seu reinado na divisão de até 61 kg pela segunda vez no UFC. Ao final de 25 minutos de luta, os juízes laterais marcaram 50×45, 50×45, 49×46 para Dominick Cruz, que emplaca sua décima oitava vitória na carreira.

Struve surpreende e finaliza Barry
Na segunda luta mais importante da noite, Stefan Struve era considerado o azarão diante de Patty Barry, mas o atleta holandês surpreendeu os especialistas para deixar o octógono com a vitória. Com grande desvantagem na envergadura, Barry era forçado a encurtar a distância para golpear o oponente, que usava girava bem e controlava a peleja sem sofrer riscos. Após um primeiro round, sem grandes emoções, o holandês tentou a queda, mas acabou caindo por baixo. Mas com as pernas compridas, conseguiu repor a guarda e encaixar um justíssimo triangulo. Barry ainda tentou um bate-estaca, mas foi um vão, e o norte-americano foi forçado e desistir do combate.

Anthony Johnson atropela Charlie Brenneman
Charlie Brenneman chegou para o UFC on Versus 6 embalado para grande vitória diante de Rick Story em sua última apresentação, mas diante de Anthony Johnson o norte-americano não teve chance de conseguir mais um triunfo. Logo no início da disputa,  Brenneman tentou a queda, que foi bem defendida. Johnson manteve Charlie no solo,  de onde começou o castigo. Com uma serie de socos e joelhadas no corpo, Anthony puniu o oponente. Brenneman ainda conseguiu se levantar, mas com um lindo chute alto, que acertou seu rosto, foi novamente levado ao chão e o árbitro encerrou a peleja

Wiman vence Danzing na decisão
Na primeira luta do card principal, Matt Wiman e Mac Danzig fizeram um duelo equilibrado e eletrizante. O duelo, que foi uma revanche da luta acontecida em 2010 e vencida por Wiman, começou com Matt tomando a iniciativa e levando o primeiro round. Mas no segundo assalto, Danzing se recuperou e controlou bem a peleja. Porém, na metade final do último round, Wiman caiu por cima e aplicou diversas cotovelas no oponente, que provocaram um enorme hematoma na testa de Mac. Ao final de 15 minutos de disputa, Matt Wiman levou a disputa na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28)

Trator é nocauteado por Edwards
Único brasileiro no programa de lutas, Rafaello Trator entrou no octógono pressionado para vencer, já que vinha de revés em sua volta ao UFC. Diante de Yves Edwards, o brasileiro começou a luta aceitando a perigosa trocação do norte-americano, que usava os contragolpes para punir o brasileiro. Depois de um primeiro round bastante equilibrado, Trator começou o segundo assalto melhor, mas acabou surpreendido por um golpe de Edwards e foi a knockdown. O norte-americano aplicou uma incrível sequência de socos no chão, onde Rafaello ainda conseguiu se levantar e seguir no duelo. Porém, ainda abalado, o atleta tupiniquim acabou acertado e novamente foi ao chão, de onde foi punido com uma série de socos até o arbitro decretar o nocaute técnico.

Card principal:
Dominick Cruz derrotou Demetrious Johnson na decisão unânime dos juízes;

Stefan Struve finalizou Pat Barry com um triangulo no R2;

Anthony Johnson derrotou  Charlie Brenneman por nocaute no R1;

Matt Wiman derrotou Mac Danzig na decisão unânime dos juízes;

 

Card preliminar:
Yves Edwards derrotou Rafaello Trator Oliveira por nocaute técnico no R2;

Paul Sass finalizou Michael Johnson com uma chave de joelho no R1;

Mike Easton derrotou Byron Bloodworth por nocaute técnico no R2;

Shane Roller finalizou TJ Grant com um arm-lock no R3;

Josh Neer derrotou Keith Wisniewski por nocaute técnico no R2;

Walel Watson derrotou Joseph Sandoval por nocaute técnico no R1;

 

Deixe seu comentário