Rony Jason fatura cinturão do Max Fight

O Max Fight estreou em grande estilo na capital paulista. O evento, que realizou sua décima edição na noite desta quinta-feira, não poderia ter sido melhor. O público compareceu em bom número no Ginásio do Esporte Clube Sírio e foi para casa satisfeito com as excelentes 10 lutas do card.

Os lutadores do UFC Fábio Maldonado, Charles Oliveira, Felipe “Sertanejo” e o campeão peso pena José Aldo juntaram-se a Rafael Feijão e Eduardo Pamplona, atletas do StrikeForce, e prestigiaram o show. A humorista Samantha Schmutz completou a lista de convidados vip na platéia.

Na exclusiva jaula de 10 lados, os atletas mostraram coração e contribuíram para o sucesso do evento. Para se ter uma idéia, dos 10 combates da noite, apenas dois terminaram na decisão dos juízes, seis foram por finalização e dois por nocaute.

Abrindo a noite, Fábio Moraes da academia Fight Co. fez o dever de casa ao finalizar Vagner Santos (Bronx´s Gold Team) com uma americana aos 2min e 9 segundos do primeiro round. Na sequência, Charles Maicon não deu chances para o até então invicto Kell Santos com um nocaute avassalador aos 17s de combate.

Representando o sexo feminino, Mylla Souza (Lotus MMA) e Sandra Maria (Macaco Gold Team) fizeram um dos melhores combates da noite. Mylla foi melhor na trocação e dominou as ações dentro da jaula e devolveu a derrota por nocaute sofrida em agosto na decisão unânime dos jurados.

Fora dos ringues há quase 3 anos, Serginho Vieira (Veras TK/Alliance) voltou em grande estilo ao finalizar Guilherme Faria (Nikolai MT) aos 3min30s do 1° round. Magno “Cricri” (Team Nogueira) passou por Marcio Nunes (Bronx´s Gold Team) com um justo mata leão logo aos 2min14s da etapa inicial.

Rodrigo “Mamute” não tomou conhecimento de Salvador Minniti (Power Lotus Team) e foi logo botando pra baixo, passando a guarda e atacando o pé numa americana obrigando o adversário a dar os três tapas ainda no segundo minuto de luta.

Matheus Serafim (Gibi Thai) segurou o início explosivo de Levi da Costa (Pitbull/Gracie Barra) que começou melhor. Após levar a melhor na trocação Matheus levou a luta para o chão castigando o oponente até a interrupção do Árbitro central.

Na co-luta da noite, Viscardi Andrade (Gracie Fusion) e Marinho “Redenção” protagonizaram um belo combate com ambos atletas alternando bons momentos na luta. Marinho abusou dos golpes na linha de cintura e conseguiu um Knock down logo no início do combate. Viscardi se recuperou e devolveu a queda terminando a 1ª etapa por cima em luta equilibradíssima. Um pouco melhor nos rounds seguintes, Viscardi foi declarado vencedor na decisão dividida.

Na disputa do cinturão peso pena, Rony “Jason” (Team Nogueira) mostrou por que veio e não deu chances para Reginaldo Vieira (Peso Pesado Gold Team/Família Furacão). Logo no início, “Jason” acertou um potente “swing” de direita levando o oponente à lona, caindo na sua praia, o Jiu-Jitsu, rapidamente chegando às costas do adversário. Após atacar o pescoço, Rony saiu para o braço obrigando Reginaldo a desistir do combate.

Max Fight 10

Quinta feira, 10 de novembro de 2011

Clube Sírio, São Paulo/SP

Resultados completos:

Fábio Moraes (Fight Co.) finalizou Vagner Santos (Bronx´s Gold Team) com uma americana aos 2´09” do 1° round;

Charles Maicon (Herman – AOA) nocauteou Kell Santos (Chute Fight/TFT) aos 17” do 1° round;

Mylla Souza (Lotus MMA) venceu Sandra Maria (Macaco Gold Team) na decisão unânime dos juízes;

Serginho Vieira (Veras TK/Alliance) finalizou Guilherme Faria (Nikolai MT) com uma guilhotina aos 3´30” do 1° round;

Magno Cricri (Team Nogueira) finalizou Marcio Nunes (Bronx´s Gold Team);

Rodrigo “Mamute” (Marcelo Ribas Tozi MG / One A One MMA) finalizou Salvador Minniti (Power Lotus Team) com uma chave de pé ao 1´30” do 1° round.

Elizeu “Capoeira” (CM Systens) finalizou Jackson Pontes (Gold Team/Barbosa) com uma Kimura aos 2´42” do 1° round;

Matheus Serafim (Gibi Thai) venceu Levi da Costa (Pitbull/Gracie Barra) por nocaute técnico aos 3´14” do 1° round;

Viscardi Andrade (Gracie Fusion) venceu Marinho “Redenção” Rocha (Physical Gym e Ullisses Pereira) na decisão dividida dos juízes;

Disputa Cinturão:

Rony “Jason” (Team Nogueira) finalizou Reginaldo Vieira (Peso Pesado Gold Team/Família Furacão) com um arm-lock aos 2´05” do 1° round.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário