Toquinho terá acompanhamento de psicólogo esportivo

Rousimar Toquinho terá acompanhamento de psicólogo esportivo. Foto: Josh Hedges

Rousimar Toquinho está escalado para enfrentar Mike Massenzio na segunda edição do UFC Rio, dia 14 de janeiro, e o atleta tupiniquim terá uma ajuda adicional para o confronto. O lutador iniciou acompanhamento com psicólogo esportivo, visando evitar que algumas falhas acontecidas recentemente se repitam.

A informação foi divulgada pelo empresário de Toquinho, Alex Davis, em entrevista à rádio “MMA Junkie. Para o manager, Rousimar tem uma origem simples e a ajuda de um profissional será fundamental para a continuidade de sua carreira.

“Rousimar é uma pessoa muito humilde, ele vem de uma família muito simples. A origem dele no Brasil é difícil para alguém nos Estados Unidos compreender”, disse Davis. “Ele tende a ir às vezes no automático, e isso é algo que estamos tentando corrigir”, completou o empresário.

Entenda os problemas de Toquinho:

UFC 111 – março de 2010 – Rousimar finaliza o polonês Tomasz Drwal com uma chave de calcanhar. Mas após o oponente desistir, o brasileiro segura a torção e Drwal sofre uma lesão no joelho. Como punição, Toquinho foi suspenso pela Comissão Atlética de Nova Jersey por 90 dias.

UFN 22 – setembro de 2010 – Escalado para enfrentar Nate Marquardt, na luta principal do evento, Toquinho tenta encaixar uma chave de pé, mas o norte-americano defende o golpe. De forma surpreendente, o brasileiro para de lutar e começa a reclamar com o árbitro, alegando que o oponente usava vaselina na articulação. Neste momento, Marquardt parte para o ataque e nocauteia Toquinho.

UFC Rio – agosto de 2011– Atuando “em casa”, Toquinho iniciou a luta contra Dan Miller de forma impressionante. Depois de levar o norte-americano a knockdown, Rousimar partiu para uma sequência de socos no solo. Mas parou de bater e saiu para comemorar sem que o árbitro parasse a luta. No recomeço do duelo, o brasileiro quase foi nocauteado, mas mesmo assim conseguiu vencer na decisão unânime dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário