UFC 141:Overeem aposenta Lesnar e desafia Cigano

Alistair Overeem (dir.) acerta um direto de direita em Brock Lesnar. Foto; Josh Hedges

O holandês Alistair Overeem disse que a luta contra Brock Lesnar não passaria do primeiro round.  E o último campeão dos pesos pesados do Strikeforce cumpriu a promessa e nocauteou o ex-campeão do UFC no primeiro assalto da luta principal do UFC 141, evento realizado nesta sexta-feira (30), em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Com o resultado, Overeem se credencia como próximo desafiante ao cinturão do brasileiro Júnior Cigano. Por sua vez, Lesnar, que sofreu nos últimos anos com um grave problema de diverticulite, anunciou sua aposentadoria como lutador de MMA.

Além do duelo entre os pesos pesados, o UFC 141 contou com dois brasileiros no programa de lutas: Diego Nunes fez uma luta equilibrada, mas derrotou o armênio Manny Gamburyan na decisão dos juizes. Já Júnior Assunção começou bem, mas sentiu o ritmo da luta e foi superado pelo inglês Ross Pearson, também na decisão.

Overeem aposenta Lesnar e desafia Cigano
A expectativa para o duelo de gigantes foi grande, mas o holandês Alistair Overeem precisou de pouco mais de dois minutos para nocautear Brock Lesnar e emplacar sua decima segunda vitória consecutiva como peso pesado, mantendo-se  invicto  na divisão.

Lesnar começou a luta tentando levar o oponente para o solo, mas após algumas tentativas sem sucesso, Brock aceitou a troca de golpes e até conectou bons socos no holandês. abrindo um corte próximo ao olho de Alistair

Porém, com uma potente joelhada desferida por Overeem na linha de cintura, Lesnar sentiu o golpe e já não conseguia seguir na disputa, caindo no solo. Com isso, o atleta holandês iniciou uma sequência de golpes até o árbitro encerrar a disputa.

Após o duelo, Overeem não escondeu seu desejo de encarar o brasileiro Júnior Cigano pelo cinturão dos pesos pesados do UFC.  “É  o próximo””,  disse o peso pesado.  Já Brock Lesnar, após passar por vários problemas de saúde nos últimox dois anos, anunciou sua aposentadoria do MMA.

“Tive anos muito difíceis por causa da minha doença. Esta é a última vez que vocês me viram lutar. Prometi à minha mulher que essa seria minha última luta se eu perdesse”, declarou Brock.

Diaz vence a batalha contra Cerrone
Nate Diaz e Donald Cerrone trocaram provocações antes do UFC 140, mas dentro do octógono os  lutadores acertaram suas diferenças e  fizeram a melhor luta da noite. O duelo começou de forma eletrizante, com os dois atletas entrando no raio de ação e buscando definir a peleja. De forma surpreendente, Nate optou por trabalhar na troca de golpes, especialidade de Cerrone, e não no jogo de solo. E Diaz se deu bem na decisão. jogando vários golpes retos, os socos passavam para guarda de Donald e já marcavam o rosto do “Caubói”.

No segundo round, Cerrone ainda conseguiu derrubar Diaz algumas vezes com chutes baixos, porém, preferia não entrar na guarda de Nate e o combate recomeçava em pé. Por sua vez, o pupilo de Cesar Gracie esbanjava confiança e chamava  o adversário para a troca de golpes. Com a decisão na mão dos juízes, a vitória ficou para Nate Diaz de forma unânime.

Ao final da disputa, os lutadores se abraçaram e colocaram um ponto final da rivalidade, que chegou a  ficar  apimentada durante a  conferência de imprensa do show.

Hendricks bate Fitch em 12 segundos
Depois de muita espera, os nocautes chegaram no UFC 141, e desta vez de forma relâmpago.  Johny Hendricks era cotado como azarão na luta contra Jon Fitch, mas precisou de apenas 12 segundos para derrubar o favorito. No primeiro momento de duelo, Hendricks aplicou um swing de direita que acertou no queixo de Fitch que foi ao chão. Sem condições de se defender, o árbitro interrompeu a luta e foi decretado o nocaute técnico.

Gustafsson nocauteia Matyushenko
Depois de  seis lutas na decisão, saiu o primeiro nocaute no UFC 141. O sueco Alexander Gustafsson não tomou conhecimento do veterano Vladimir Matyushenko e nocauteou o atleta bielorrusso logo no primeiro round. Com mais velocidade, Gustafsson tomou iniciativa na troca de golpes e conectava os melhores socos. E após Matyushenko tentar aplicar um jab,  Gustafsson respondeu com um direto de encontro e levou seu adversário a knockdown. Rápido no gatilho, Alexander partiu para os socos no solo e forçou o árbitro a encerrar a peleja.

Jim Hettes domina Nam Phan
O primeiro combate do card principal, seguiu a mesma linha das lutas preliminares: amarrados e sem grandes emoções. Mas quem pode comemorar ao final do duelo foi Jim Hettes, que manteve sua invencibilidade no MMA ao superar o compatriota Nam Phan.  Hetter começou a peleja logo derrubando o adversário e mantendo a peleja no chão, de onde conseguia evoluir em algumas posições e conectar alguns socos. A história se repetiu nos rounds seguintes, e de forma surpreendente, Phan, que vinha de boas apresentações, não conseguia reagir. Ao final, vitória de Jim Hettes na decisão unânime dos juízes

Júnior Assunção luta bem, mas perde Ross Pearson
O pernambucano Júnior Assunção começou bem a luta diante de Ross Pearson. Logo no início da luta, o brasileiro começou se movimentando bem, acertando os melhores golpes e conseguindo derrubar o lutador inglês. Mas no retorno para o segundo round, o atleta tupiniquim já demonstrava cansaço e acabou sendo alvo dos potentes golpes de boxe do britânico. No terceiro assalto, o duelo voltou a ficar equilibrado, mas com Ross tendo as melhores investidas. Ao final do duelo, os juízes laterais viram a vitória de Ross Pearson de forma unânime (29×28, 29×28, 30×27)

Diego sofre, mas bate Gamburyan
Na primeira luta da noite, o gaúcho Diego Nunes e  Manny Gamburyan fizeram uma luta equilibradíssima no início ao fim. Enquanto o brasileiro trabalhava com chutes baixos e socos retos, aproveitando sua melhor envergadura,  o armênio tentava derrubar e manter a peleja no solo. No segundo round, porém, Manny conectou um golpe de encontro e Diego sentiu. Mas com boa recuperação, o atleta tupiniquim se recuperou e seguiu na disputa. Já no último assalto, foi a vez do atleta tupiniquim acertar o melhor golpe e pressionar o oponente contra a grade. Ao final de 15  minutos, os juízes viram a vitória de Diego Nunes (29×28, 29×28, 29×28)

Informação importante: O norte -americano Matt Riddle teve um problema nos vestiarios e não enfrentará o brasileiro Luis Beição.

Confira abaixo os resultados completos do UFC 141

Card principal:

Alistair Overeem derrotou Brock Lesnar por nocaute técnico no R1;

Nate Diaz derrotou Donald Cerrone na decisão unânime dos juízes;

Johny Hendricks derrotou Jon Fitch por nocaute no R1;

Alexander Gustafsson derrotou Vladimir Matyushenko por nocaute técnico no R1;

Jim Hettes derrotou Nam Phan na decisão unânime dos juízes;

Card preliminar:

Ross Pearson derrotou Júnior Assunção  na decisão unânime dos juízes;

Danny Castillo derrotou Anthony Njokuani  na decisão unânime dos juízes;

Dong Hyun Kim derrotou Sean Pierson na decisão unânime dos juízes;

Jacob Volkmann derrotou Efrain Escudero na decisão unânime dos juízes;

Luis Beição vs. Matthew Riddle – Luta cacelada

Diego Nunes derrotou Manny Gamburyan na decisão unânime dos juízes;

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário