Na Rede da Nostalgia: K-1 Grand Prix ’93 - Segundos Fora - Forum Super Lutas
cialis bitcoin

Ir para conteúdo

buy antibiotics online
viagra bitcoin











Na Rede da Nostalgia: K-1 Grand Prix ’93


  • Novo Tópico
  • Por favor, faça o login para responder
6 respostas neste tópico

#1 the_wickerman82

    Champion Welterweight

  • Moderador
  • Reputação: 693
  • 9743 posts
  • Registrado em 03-May 08
  • Sexo:Masculino

Postado 14 May 2014 - 09:36 PM

Na Rede da Nostalgia: K-1 Grand Prix ’93

Depois de algum tempo parado, voltamos com a nossa máquina do tempo e paramos em 1993.  Em abril daquele ano era criado o primeiro K-1, reunindo os oito melhores strikers do mundo para um torneio realizado em Tóquio no Japão.

O criador do K-1:  forte envolvimento nas artes marciais e no submundo do crime

Kazuyoshi Ishii foi o criador do K-1. Figura conhecida no mundo das artes marciais e também com vasto currículo criminal.   Formado na escola de Karatê Kyokushin, Ishii, fundaria no início dos anos de 1980, sua própria organização, a Seidokaikan Karate.  Posteriormente começou a promover torneios de karatê, conseguindo grande audiência no Japão, e assim ia crescendo de popularidade em uma proporção enorme, assim como seus alunos, como Masaaki Satake.  Depois de quase uma década de desenvolvimento,  em Abril de 1993, ishii finalmente daria vida a seu projeto, criando o primeiro torneio de K-1.

Afinal, o que seria o K-1?

O “K” simbolizava a reunião das mais diversas artes marciais, referindo-se a lutas como Karate, Kung-Fu, Kickboxing e entre outras começadas com a letra K, apesar de não se limitar somente a essas.  O “1” representava o campeão, o atleta superior nessa mistura de artes marciais.

O evento não tinha limitação de peso, ou seja, lutadores com 70kgs poderiam enfrentar pesos pesados com mais de 100kgs.   As regras liberavam socos, chutes e joelhadas, logicamente com a luta se desenvolvendo apenas em pé, com três rounds de 3 minutos, em caso de empate havendo mais um round.

Os Escolhidos

Imagem Postada
Buscando criar um torneio de grande repercussão, Ishii selecionou os strikers mais reconhecidos da época, usando os países que eram referência nas artes marciais de trocação: Holanda, Tailândia, Japão e Estados Unidos.  Confira os nomes abaixo.

Peter Aerts: Campeão dos pesados da Federação Internacional de Kickboxing 1990.  Bicampeão Mundial dos Pesados da W.M.T.A.  1991/92.  Campeão Europeu de Muay-Thai de 1992. Aerts , que se tornaria uma lenda do evento, já era um nome de peso na época, com vitórias expressivas sobre Maurice Smith, Lobman e Adam Watt.

Toshiyuki Atokawa: Campeão Mundial de Karatê 1991.  O Japonês entrava no torneio pesando apenas 80 kgs.
Branko Cikatic: Bicampeão Europeu de Boxe Tailandês 1985/86. Campeão de Kickboxing da WKA 86kgs 1989. Bicampeão Mundial de Boxe Tailandês 86kgs 1990/91.  Cikatic representava a clássica equipe Chakuriki Gym e era o atleta mais velho do evento, com 38 anos.

Todd Hays: Era o atual campeão americano de kickboxing.  O americano posteriormente teria até luta marcada contra Rickson Gracie sob as regras de MMA, porém foi fora do mundo das lutas que Hays fez seu nome.  Foi no Bobsled aonde o americano conquistou seus maiores feitos, incluindo uma medalha de prata nos jogos olímpicos de inverno em 2002.

Ernesto Hoost: O “Mr Perfect” já ostentava  na ocasião um currículo invejável.  Tricampeão mundial de Muay-Thai 1989/90/92 (-79kgs). Campeão europeu de Muay Thai e Kickboxing 1988. Campeão mundial e europeu de Savate.  

Changpuek Kiatsongrit: Lutador lendário da Tailândia. Foi o primeiro a sair do país para lutar internacionalmente contra adversários de outros estilos e mais pesados que ele.   Pesando apenas 70kgs, o tailandês era o mais leve do torneio e já tinha no currículo vitórias expressivas em cima de Rick Roufos, Rob Kaman e Peter Smith.

Masaaki Satake:  Pupilo de Ishii,  Satake colecionou vitórias em torneios de Karatê no Japão, tornando-se um dos lutadores mais populares no país.

Maurice Smith: Campeão mundial de kickboxing em 1983,  o americano vinha de uma vitória marcante em cima de Stan Longinidis que na época era considerado uma das maiores promessas do kickboxing.

E deu zebra!  O faro de nocaute decide o torneio.

Com um público de 12 mil pessoas, lotando o ginásio nacional de Tóquio, o evento superou as expectativas em termos de repercussão e audiência.  Como já se esperava, grandes lutas se deram, com confrontos que se tornariam clássicos da organização, como se deu na primeira etapa, na vitória de Ernesto Hoost sobre Peter Aerts por decisão.

As expectativas do público e também de Ishii, eram de que Satake, ídolo local, chegasse à final do evento.  Kiatsongrit, que havia ganhado popularidade por suas vitórias, também gerava uma grande expectativa do público, porém Branko Cikatic contrariou todas as expectativas.   Um forte cruzado de esquerda colocou fim a participação de Kiatsongrit, na semi a vítima do croata foi o ídolo local.  Com o mesmo cruzado de esquerda, Satake foi a lona e Cikatic carimbava vaga na final contra Hoost que havia feito duas lutas desgastantes com Aerts e MO Smith.  

Na final o “Mr Perfect” não duraria mais que um round.  O faro de nocaute de Cikatic faria novamente a diferença. Com um cruzado de direita, Cikatic entrava na história como primeiro campeão do K-1.  Até hoje detém o Record de ser o campeão mais velho da história do evento.  O K-1 se tornaria um dos maiores organizações da história do mundo das artes marciais, se expandindo para mais de 40 países.  Em 2010, após uma crise financeira o evento se enfraquece e entra em recesso por três anos.  Em 2013, a organização voltaria a realizar o torneio mundial e o vencedor seria o lendário Mirko Crocop, aluno de Branko Cikatic.

Confiram o evento completo



fonte

#2 the_wickerman82

    Champion Welterweight

  • Moderador
  • Reputação: 693
  • 9743 posts
  • Registrado em 03-May 08
  • Sexo:Masculino

Postado 14 May 2014 - 09:45 PM

Branco Cikatic era foda, mas no Pride armaram uma sacanagem pra ele, botaram logo de cara pra enfrentar o Mark Kerr, que naquela epoca, era uma especie de Brock Lesnar mais sujo e mais agressivo.

#3 Michael Scofield

    Faixa Verde

  • Membro
  • Reputação: 16
  • 258 posts
  • Registrado em 13-March 14
  • Sexo:Masculino

Postado 14 May 2014 - 11:03 PM

Muito top, assisti 3 lutas, não vou poder assistir o resto do vídeo.

Só comecei a olhar kickboxing no ano passado.

#4 Jumbo

    Faixa Azul

  • Membro
  • Reputação: -1
  • 464 posts
  • Registrado em 17-January 09

Postado 16 June 2014 - 09:23 PM

Branco Cikatic tinha um tijolo nas mãos, o título do GP de 1993 se deve muito a isso.

Eu tenho a coletanea de 1993 até 2003, com as melhores lutas e os torneios

#5 Knoll

    Faixa Roxa

  • Membro
  • Reputação: 33
  • 631 posts
  • Registrado em 04-August 10

Postado 19 June 2014 - 01:38 AM

Padrão, evento bom pra caralho...

#6 Lener

    Mestre

  • Membro
  • Reputação: 330
  • 2636 posts
  • Registrado em 13-December 12
  • Sexo:Masculino

Postado 03 July 2014 - 10:02 PM

K-1 ta falindo infelizmente desde 2011, quem acompanha atualmente da pra ver claramente o nivel fraco da organização em si, ta quase beirando o amadorismo.

E desde a criação do Glory so tem piorado, os melhores lutadores estão la, e não demora muito pra começar a se criar contratos de exclusividade ja que no Glory agora não é só mais torneios, tem campeão fixo, com ranking e tudo, a la Bellator mesmo.

No ano passado ainda teve Buakaw Banchamek, lenda, lutando no K-1 WORLD MAX, e inclusive ta na final (que pra variar, não aconteceu ainda, sim o torneio é do ano passado e ainda nada). Mas fora ele, ninguém equivalente.

Enquanto no Glory tava Semmy Shilt até aposentar, Bonjasky até aposentar, Andy Ristie, Giorgio Petrosyan, Gokhan Sakki, Artem Levin, Ilunga, Tyrone Spong e etc. Alguns deles inclusive como campeões la agora.

Editado por Lener, 03 July 2014 - 10:07 PM.


#7 Tony Montana

    Vasco Da Gama

  • Membro
  • Reputação: 511
  • 5875 posts
  • Registrado em 12-August 09
  • Sexo:Masculino

Postado 08 July 2014 - 10:10 AM

Sem sacanagem, chego a chorar vendo isso ai. Virei muitas madrugadas assistindo K-1 via webcam no MSN com amigos do Japão.

Não alimente os trolls.



Só fracassados casam com mães solteiras. Leitura obrigatória http://machismoescla...ar-com-uma.html


Imagem Postada


"O cara acha que pode fazer o que quiser porque é boa pinta" "Diz que falou, depois que não falou... Isso é coisa de playboy..."

Wanderlei Silva sobre Vitor Belfort no TUF Brasil  - O maior recalcado da história do MMA.





0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos