Mestre Tatu - Segundos Fora - Forum Super Lutas
cialis bitcoin

Ir para conteúdo

buy antibiotics online
viagra bitcoin











Mestre Tatu


  • Novo Tópico
  • Por favor, faça o login para responder
2 respostas neste tópico

#1 Daytor

    Faixa Vermelha

  • Membro
  • Reputação: 39
  • 855 posts
  • Registrado em 10-February 10

Postado 13 August 2014 - 09:40 AM


Rapaz, mais uma história que eu não conhecia. Não é que a gente sempre tem algo pra descobrir. Cada vez o MMA se mostra encrostado aqui no Brasil. Não é atoa que Conde Koma decidiu ficar por aqui.

Segue a matéria senhores:

Mestre Tatu desenterrado

O “Catch as catch as can” é o mais violento e espetacular de todos os sports. A intensidade da acção, a rapidez, violência e variedade de golpes dão-lhe característica inconfundíveis que empolgam a assistência e abalam os nervos mais sólidos. São permitidos quase todos os golpes, como: cabeçadas, ponta-pés, torções, gravatas, estrangulamentos, golpe com o ante-braço e com a mão, rasteiras, balões, etc. (jornal “O Paiz”, do dia 11 de março de 1934)

Quem lê o texto acima publicado num jornal ainda nos anos 30 do século passado pode imaginar que se trata de mais um daqueles famosos desafios lançados pelos Gracies. A família que aprimorou e espalhou o jiu-jitsu ensinado pelo mestre japonês apelidado de Conde Koma ficou temida nos final dos anos 20 quando passou a chamar para briga os que questionassem a eficiência da arte marcial praticada por eles. Mas a notícia de 11 de março de 1934 publicada em “O Paiz” fala sobre uma outra modalidade de luta que também vem de fora, mas que ganhou uma roupagem nova por aqui a ponto de hoje ser um esporte nacional conhecido como luta-livre brasileira.

“Catch as catch as can” traduzido seria algo como “Agarre como puder” e é um dos primeiros nomes dados aos lutadores da luta-livre brasileira. Eles usavam técnicas de um esporte amador praticado por mineradores de carvão no interior da Inglaterra que ganhou força nos Estados Unidos durante a Guerra Civil Americana. Valia derrubar o oponente atacando as pernas, o que não era permitido na luta greco-romana ou no wrestling tradicional. No chão, eram aplicadas torções e outras formas de submissão. Euclydes Hatem foi o pioneiro desse esporte no Brasil junto com seu professor Manoel Rufino. Ficou conhecido como mestre "Tatu" depois de desenvolver novas técnicas que tornaram a luta-livre típica do Brasil. Também desafiava lutadores de outras modalidades. Deve ser visto como um dos patriarcas do vale-tudo, assim como o clã dos Gracies. Inclusive, derrotou George Garcie e só não encarou ao lendário Hélio Gracie porque se recusava a lutar de kimono. Mas não há sequer uma página no wikipedia dedicada ao mestre Tatu. E quase ninguém conhece esse capítulo da história do vale-tudo e da luta no Brasil.  

Para desenterrar o passado da luta-livre brasileira, o pesquisador Elton Silva vem reunindo há meses fotos e arquivos de jornais que remontam aos primórdios desse método de combate. Há, inclusive, relato da participação do mestre Conde Koma em competições de “Catch as catch as can” nos Estados Unidos. Um trabalho minucioso de Elton para resgatar a memória da luta-livre.

A disputa entre luta-livre e jiu-jitsu ajudou a popularizar o que veio a ser conhecido como  vale-tudo, uma competição entre diferentes modalidades de lutas que acabou reformulado na década de 90, quando Rorion Gracie inventou o UFC na América. E o evento parte americano parte brasileiro fez o papel de vitrine do jiu-jitsu e ajudou a construir o mito em torno da família Gracie. Mas não valorizou da mesma forma a  luta-livre, mesmo quando um atleta dessa modalidade se tornou campeão do UFC 7. Era Marco Ruas, um aprendiz de um professor graduado pelo mestre Tatu, assim como vários outros ícones do MMA atual.

A pesquisa de Elton traça o inicio dessa rivalidade entre jiu-jitsu e luta-livre. Recorda reportagens da década de 30 dando vitória a Rufino no confronto contra Carlos, o patriarca da família Gracie, em combate polêmico. E traz histórico completo da carreira do Mestre Tatu.  A pesquisa de  Elton está em fase final e na próxima semana será publicada no blog hospedado em O Globo. Em capítulos separados, um a cada sete dias. Enfim, parte essencial da história do MMA e da luta-livre pode ser apreciada. Se estivesse vivo, o carioca Mestre Tatu completaria 100 anos em setembro.


Fonte: http://oglobo.globo....rado-545674.asp

#2 anvinicol

    Lutador da Vida

  • Colaborador
  • Reputação: 456
  • 5622 posts
  • Registrado em 01-June 12
  • Sexo:Masculino
  • Interesses:Lutas em geral...

Postado 13 August 2014 - 06:33 PM

Quando um trabalho de pesquisa é levado a sério, não tendendo pra nenhum lado ou modalidade, realmente é interessante de ler.
A maioria exalta muito os Gracies e esquece de outros tantos.
Fight for your life

#3 the_wickerman82

    Champion Welterweight

  • Moderador
  • Reputação: 693
  • 9743 posts
  • Registrado em 03-May 08
  • Sexo:Masculino

Postado 13 August 2014 - 08:36 PM

Topico de segundona, movido...




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos