À vontade, Sonnen provoca Anderson e cochila durante coletiva

Sem se intimidar, Spider responde Chael e clima fica tenso

Com máscara, Sonnen provoca Anderson durante a coletiva no Rio de Janeiro.

A rivalidade entre Anderson Silva e Chael Sonnen ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (24). Os lutadores, que ficaram frente a frente pela primeira vez desde que se enfrentaram em 2010, trocaram várias provocações e proporcionaram momentos bastante inusitados para a imprensa que acompanhava a coletiva.

VEJA TAMBÉMAnderson x Sonnen confirmado para Las Vegas

Primeiro a ser questionado, Sonnen afirmou mais uma vez que o título de Anderson é falso. “Eu não sei como vocês dão confiança para este cara. Eu bati nele durante cinco rounds e eu sou o verdadeiro campeão. Ele fala do seu legado. Conquistou o cinturão contra o grande Chris Leben, defendeu o título contra o fenomenal Patrick Coté e deu show diante do fortíssimo Thales Leites. Que legado”, provocou Sonnen.

Por sua vez, Anderson não se intimidou na resposta e criticou as atitudes do norte-americano. Para o brasileiro, Sonnen desrespeitou seu país, sua família e o esporte. O campeão ainda provocou dizendo que Chael não é um atleta de artes marciais, mas apenas um cara que pratica wrestling.

Perdeu a coletiva? Clique aqui e assista na integra

“Eu comecei nas artes marciais. Veja bem, artes marciais. Sonnen não pratica isso, ele pratica wrestling, e não sabe o que é. Existem várias formas de se promover uma luta. Ele desrespeitou um país, desrespeitou a mim e a minha família. A melhor luta seria entre mim e meu clone. Vou continuar fazendo meu trabalho, treinar muito e tentar trazer esta vitória para cá”, disse Anderson, enquanto o rival fingia que estava dormindo durante a resposta do brasileiro

VEJA TAMBÉMJosé Aldo será atração principal do UFC 147

Após “acordar” do cochilo na coletiva, Sonnen diz que nunca quis desrespeitar o Brasil e afirmou que as mulheres brasileiras o receberam muito bem.

LEIA MAISAnderson: “Não estou satisfeito em lutar nos Estados Unidos”

“Minhas impressões do Brasil são ótimas. Acho que houve um mal-entendido. Talvez tenha sido com os rapazes, as mulheres sempre me receberam muito bem”, afirmou o americano, que levou para a mesa de entrevistas uma máscara que explicou usar como disfarce para andar pelo País. “Ninguém me reconheceu”, riu

Na hora da foto oficial aconteceu o momento de maior tensão da coletiva. Anderson Silva fechou o semblante e levou o cinturão nas mãos. Sonnen fez menção de tomá-lo. O americano ainda abraçou o atual campeão em tom de deboche. Neste momento, o clima ficou tenso e Dana White, presidente do UFC, interveio para separar os atletas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário