Não é real? Bisping acusa Covington de fazer ‘personagem’ para promover rivalidade com Masvidal

Comentarista diz que Colby assumiu o papel de vilão e põe em xeque a veracidade de suas provocações

M. Bisping falou sobre ‘personagem’ de C. Covington. Foto: Montagem SUPER LUTAS

A rivalidade entre Colby Covington e Jorge Masvidal pode ser resolvida no UFC 272 do dia 5 de março, quando os dois atletas se enfrentam na luta principal da noite. Ex-parceiros de treinos na ‘American Top Team’, eles se provocam constantemente via imprensa e o combate é cercado de expectativa por boa parte da comunidade do MMA. Porém, agora, há quem duvide que a rixa seja real.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Em seu canal oficial no ‘YouTube’, o ex-lutador e atual comentarista Michael Bisping comentou sobre as frequentes provocações entre Covington e Masvidal. Segundo ele, os dois lutadores se conhecem de longa data e, portanto, podem acabar ‘passando dos limites’ no intuito de promoverem o combate.

“Essas coisas de ir atrás da ex-mulher de (Jorge) Masvidal, chamá-lo de pai ruim e coisas assim, não acho que faça diferença. Sempre que dois caras se conhecem e têm um passado, eles sabem de muitas coisas pessoais Então, por falta da rivalidade, pode haver um apelo maior nas palavras”, disse Bisping.

PUBLICIDADE:

E não para por aí. O comentarista também cita que Colby esteja transformando sua real personalidade na intensidade de provocações. O inglês ainda diz que o ‘Caos’ assumiu o papel de ‘vilão’ nos combates.

“Todo mundo diz: ‘Colby é um cara muito bom’. Ele só está vendendo as lutas e assumindo uma personalidade. Talvez seja verdade e ele esteja assumindo uma personalidade agora. Se ele está atuando, então dê um Oscar para ele, pois está sendo intenso todas as vezes”, concluiu.

PUBLICIDADE:

Atual número um no ranking do grupo liderado por Kamaru Usman, Covington busca retomar o caminho das vitórias. Último desafiante ao título da divisão, o ‘Caos’ já havia manifestado o interesse de encarar Jorge depois de perder para o campeão no UFC 268. Fenômeno de audiência em suas lutas, Masvidal também tenta se recuperar do atropelo sofrido para Kamaru. Hoje, o ‘Jesus das Ruas’ é o sexto da categoria.

PUBLICIDADE:

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano