Jones elogia Glover, mas afirma: ‘Não está pronto para me vencer’

Apesar de luta contra Alexander Gustafsson, no próximo sábado, campeão dos meio-pesados já analisa Glover Teixeira e Daniel Cormier

J.Jones (foto) não descarta superluta contra o Spider. Foto: Josh Heges/UFC

J.Jones (foto) diz que Glover não tem armas para vencê-lo. Foto: Josh Heges/UFC

O norte-americano Jon Jones está escalado para defender o cinturão dos meio-pesados  contra Alexander Gustafsson no UFC 165, evento que acontece no próximo sábado (21), em Toronto, no Canadá. Mas apesar do desfio diante do lutador sueco, o campeão é sempre questionado sobre Glover Teixeira, que será o próximo desafiante ao título. Apesar de elogiar o brasileiro, Jones afirma que ele não está pronto para vencê-lo.

“Ele (Glover) deu sinais de ser um lutador de alto nível. Não acho que ele está pronto para me vencer”, afirmou Jon, em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting. Em seguida, o campeão apontou os golpes sofridos por Teixeira na luta contra Ryan Bader, em Belo Horizonte, como chave para um possível desafio.

“Levar socos fortes de Bader me mostrou onde ele está. Não importa qual é a sua desculpa, isso aconteceu. Se você é um veterano e diz ter permitido que a confiança exagerada seja sua fraqueza, ainda assim é uma fraqueza você ter permitido isso”, completou.

Com muita confiança, Jones também falou de outro possível adversário em sua linha: o peso pesado Daniel Cormier. O presidente do UFC, Dana White, quer que o vencedor do GP do Strikeforce desça de categoria para encarar Jon, mas o campeão parece não concordar com o dirigente. “Para ser honesto, não acho que Daniel realmente mereça uma grande luta. Não o respeito como pessoa. Acho que lutar contra mim seria a oportunidade da vida dele. Não acho que eu tenho muito a ganhar se derrotar Cormier, porque ninguém sabe quem ele é, e ele realmente não provou muito ainda”, disparou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments