Moreno supera Kara-France, conquista cinturão interino no UFC 277 e aceita luta com Deiveson no Brasil

Mexicano levava a pior, mas aplica chute arrasador na linha da cintura para superar neozelandês no terceiro round; ele interagiu com Deiveson Figueiredo e pediu por quadrilogia em dezembro

B. Moreno e D. Figeiredo no octógono do UFC 277. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Brandon Moreno sofreu, mas confirmou o favoritismo contra Kai Kara-France. Em luta tensa e decidida no terceiro round, o mexicano acertou um chute na linha da cintura e nocauteou o neozelandês no UFC 277, evento que aconteceu no último sábado (30). Com o desfecho positivo, ele conquistou o cinturão interino e ‘organizou’ uma quadrilogia com Deiveson Figueiredo em dezembro.

PUBLICIDADE:

Brandon, assim, volta a vestir o cinturão do Ultimate. O mexicano conta com um cartel de 19 triunfos, seis reveses e duas lutas sem resultado.

Veja Também

Já Kara-France leva a pior na revanche. Em sua carreira, agora, ele soma 24 resultados positivos e nove negativos.

PUBLICIDADE:

A Luta

Kara-France começa com controle do centro do cage, mas os dois atletas ainda não trocaram golpes, com muito estudo. Moreno, no entanto, respondeu com cruzado para tocar o rosto do rival. Kai, em seguida, tenta encurtar, enquanto Moreno marcava golpes singulares e girava no octógono.

Brandon, no segundo round, começou a soltar mais seu jogo. No centro do cage, o mexicano encurtou a distância e buscava a queda, além de aproximação com combinação na trocação. O combate seguiu equilibrado, com boa margem de equilíbrio entre os dois atletas.

Kara-France voltou ao terceiro assalto disposto a assumir o controle do centro do cage e castigou Moreno com grande volume de golpes. Brandon, por sua vez, tinha um corte de olho abrangente e, ainda assim, seguia contragolpeando seu adversário.  Em desvantagem, Brandon acertou um chute na linha da cintura para ver Kai caindo já sentindo dor. O mexicano ainda teve tempo para castigar antes da interrupção de Herb Dean.

PUBLICIDADE:

Moreno x Deiveson no Brasil?

Brandon, ao ser questionado sobre sua próxima apresentação, não adotou o ‘trash talk’. Ele afirmou não ter nada contra Deiveson, mas pediu para lutar contra o brasileiro em dezembro.

“Eu não odeio você. Não tenho nada contra. Eu o perdoo e, por favor, me perdoe se eu tiver feito algo contra você, irmão. Não se confunda. Eu quero lutar com você em dezembro. Eu estou perfeito, arrumei meu dente. Vamos lutar em dezembro, está bem?”, desafiou Moreno.

PUBLICIDADE:

Deiveson, por sua vez, tratou de já aceitar o desafio pela quadrilogia. Com o cinturão em seus ombros, o brasileiro afirmou que deseja dar um grande show aos fãs e sugere que luta aconteça no Brasil.

“Vamos apresentar um grande show para vocês, podem ter certeza. É a noite dele, merece e é um grande guerreiro. São caras como ele que eu gosto de lutar. Aqui tem dois lutadores que estão prontos para dar um show para vocês em qualquer hora. Eu quero levar essa luta no Brasil. Vamos lutar no Brasil agora”, respondeu Figueiredo.

Resultados do UFC 277

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

Peso galo (até 61,2kg.): Amanda Nunes derrotou Julianna Peña na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-44, 50-43) – Luta pelo cinturão

Peso mosca (até 56,7kg.): Brandon Moreno derrotou Kai Kara-France por nocaute técnico (socos) aos 4m34s do R3 – Luta pelo cinturão

Peso pesado (até 120,2kg.): Sergei Pavlovich derrotou Derrick Lewis por nocaute técnico (socos) aos 55s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Alexandre Pantoja derrotou Alex Perez por finalização (mata-leão) aos 1m31s do R1

Peso meio-pesado (até 93kg.): Magomed Ankalaev derrotou Anthony Smith por nocaute técnico aos 3m09s do R2

CARD PRELIMINAR (19h, horário de Brasília)

Peso meio-médio (até 77kg.): Alex Morono derrotou Matt Semelsberger na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso leve (até 70,3kg.): Drew Dober derrotou Rafael Alves por nocaute aos 1m30s do R3

Peso pesado (até 120,2kg.): Hamdy Abdelwahab derrotou Don’Tale Mayes na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Drakkar Klose derrotou Rafa Garcia na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-médio (até 77kg.): Michael Morales derrotou Adam Fugitt por nocaute técnico (socos) aos 1m09s do R3

Peso galo (até 61,2kg.): Joselyne Edwards derrotou Ji Yeon Kim na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 30-27)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Nicolae Negumereanu derrotou Ihor Potieria por nocaute técnico (socos) aos 3m33s do R2

Peso meio-médio (até 77kg.): Orion Cosce derrotou Blood Diamond na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59