Dana White rasga elogios por atuação de Amanda Nunes em revanche contra Julianna Peña no UFC 277

Presidente do Ultimate destaca superioridade da brasileira durante cinco rounds diante da norte-americana para retomar cinturão das galos

D. White em coletiva pós-UFC 277. Foto: Reprodução/YouTube

Amanda Nunes é vista, por muitos, como a maior lutadora da história do MMA feminino. Porém, ainda assim, a brasileira segue tendo feitos relevantes no octógono do Ultimate. Desta vez, sua atuação na revanche válida pelo cinturão dos galos (até 61,2kg.) contra Julianna Peña impressionou até mesmo Dana White, presidente da empresa.

PUBLICIDADE:

Em entrevista coletiva pós-evento, Dana ressaltou superioridade de Amanda, apesar de enfrentar sua última algoz. Ele, inclusive, evitou falar de uma possível trilogia entre as duas atletas.

Veja Também

“Amanda foi dominante esta noite. Não acho que (a luta) tenha sido parelha. Foi completamente distinta. Ela ainda parecia um pouco tímida, sabe? Mas ela estava lutando contra a pessoa que havia a derrotado na primeira vez. Eu posso ver isso acontecer. É até estúpido dizer isso, pois foi uma performance absolutamente dominante”, afirmou Dana.

PUBLICIDADE:

E não para por aí. Ainda segundo o mandatário do Ultimate, Julianna Peña fez um bom trabalho ao resistir o poder de Amanda Nunes e tinha vontade de vencer, mas não conseguiu se sobressair no segundo encontro.

“Foram cinco knockdowns nos dois rounds iniciais. Há uma grande diferença entre tentar finalizar e (aplicar) knockdowns. Eles não são comparáveis. Achei a Julianna (Peña) dura demais. Sua vontade de vencer é inigualável. Ela queria ganhar”, concluiu o lutador.

Protagonista do UFC 277, Amanda Nunes teve atuação dominante e venceu cinco rounds em ‘batalha’ contra Julianna Peña. Ela, assim, recuperou o posto de duplo-campeã das galos (até 61,2kg.) e penas (até 65,7kg.) da organização.

PUBLICIDADE:

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59