Após mais um título de GP, Patrício Pitbull garante: ‘Sou o lutador mais duro do planeta’

Brasileiro conquistou o GP dos penas e agora espera a decisão do Bellator uma nova disputa de cinturão

P. Pitbull (foto) aguarda nova chance pelo cinturão dos penas. Foto: Bellator/Divulgação

P. Pitbull (foto) aguarda nova chance pelo cinturão dos penas. Foto: Bellator/Divulgação

Na última sexta-feira (15), Patrício “Pitbull” Freire bateu Justin Wilcox e conquistou seu segundo título de Gran Prix do Bellator. Depois de mais um triunfo, o brasileiro abriu mão da modéstia e, em entrevista ao site “MMA Junkie”, se autoproclamou o “lutador mais duro do planeta”. Patrício citou seus feitos para justificar seu ponto de vista.

“Eu sou o lutador mais duro do planeta. Passei por três torneios, e essa é uma maneira muito difícil de competir. Cada luta é mais difícil do que a última, e eu passei por isso três vezes. Não é qualquer pessoa ou atleta que pode suportar esse sacrifício. Aqui estou eu, pela terceira vez, lutando pelo meu sonho”, disse Patrício, que agora aguarda uma nova chance pelo cinturão dos penas do Bellator. O desejo de Pitbull depende da decisão da organização se dá ou não uma revanche imediata para o ex-campeão Pat Curran, recentemente derrotado por Daniel Straus.

Sobre a situação de Straus e Curran, Patrício não acredita que o ex-campeão mereça lutar novamente pelo título imediatamente. “O Bellator tem agora uma nova dinâmica, onde, se alguém perde uma disputa de cinturão de maneira apertada, o lutador pode ter uma revanche automática. Mas acho que Curran perdeu claramente. Não havia como contestar essa derrota. É por isso que eu acho que seria injusto dar Curran uma revanche automática. Não há nenhuma razão para isso. Ele perdeu tão claramente como quando Eddie Alvarez perdeu para Michael Chandler, mas Eddie conseguiu uma revanche. Eu não entendi essa decisão”, ponderou o brasileiro.

Aos 26 anos, Patrício “Pitbull” Freire tem um cartel de 21 vitórias e apenas duas derrotas. O brasileiro está invicto desde janeiro deste ano, quando perdeu para Pat Curran, em decisão divida dos juízes, na disputa do cinturão dos penas. De lá pra cá, Pitbull venceu os quatro oponentes que enfrentou, entre eles dois brasileiros: o ex-UFC Diego Nunes e Fabrício Guerreiro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments