Renato Moicano aponta falhas de jogo e revela interesse em luta com Paddy Pimblett

Brasileiro avalia estilo do inglês e afirma que gostaria de enfrentá-lo no octógono do Ultimate

R. Moicano (foto) após vitória no UFC. Foto: Reprodução/Instagram @renato_moicano_ufc

Além de seu poder de promover grandes confrontos no octógono do Ultimate, Renato Moicano é reconhecido por medir forças contra nomes relevantes da companhia. Agora, questionado sobre seu futuro na divisão dos leves (até 70,3kg.), o brasileiro reconhece que precisa voltar ao caminho das vitórias, mas revela interesse em luta contra o ‘Novo Conor McGregor’, Paddy Pimblett.

PUBLICIDADE:

“Como lutador, devemos entender nosso papel (no show). Estou vindo de uma derrota e esperando que o UFC me ofereça algum cara invicto fazendo sua estreia no UFC ou algum russo durão, mas isso não é um problema – estou acostumado a matar dois leões por dia e é isso que preciso fazer para voltar ao ranking. Mas se eles quiserem me dar um ‘presente surpresa’, Paddy Pimblett será muito bem-vindo”, disse Moicano em entrevista ao ‘Sherdog’.

Veja Também

E não para por aí. Moicano também falou sobre as qualidades no solo, mas destacou que o inglês não tem uma boa trocação. Ele, no entanto, reconhece o fenômeno nas redes sociais e se mostra incerto com o interesse do Ultimate no duelo.

PUBLICIDADE:

“Sem dúvida ele tem qualidades. Ele é capaz de absorver socos e tem habilidade de solo razoável. Mas seu wrestling não é bom, ele não é forte fisicamente e sua trocação também está abaixo da média. Mas temos que entender o negócio, os números dele nas redes sociais são incríveis e também o hype dele com os fãs, então entendo perfeitamente que o UFC cuida dele. Dar a ele um cara como ‘Moicano’ não faria sentido agora”, concluiu.

Antigo destaque dos penas (até 65,7kg.) do Ultimate, Moicano migrou para os leves em março de 2020. Até o momento, o brasileiro soma três vitórias em cinco compromissos atuando pela categoria. Em sua carreira, são 16 resultados positivos, cinco negativos e um empate.

Antigo duplo campeão do Cage Warriors, empresa em que McGregor também passou com brilho, Pimblett estreou no UFC em setembro de 2021. Na ocasião, o inglês nocauteou o brasileiro Luigi Vendramini e, na sequência, somou mais dois triunfos, ambos na via rápida. Profissional no MMA desde 2012, o inglês de 27 anos soma 22 compromissos nas artes marciais mistas. Hoje, o combatente tem 19 triunfos e três derrotas.

PUBLICIDADE:

Podcast #74: O Adeus trágico a Leandro Lo +Derrotas brasileiras no UFC Vegas 59