TJ Dillashaw pede desculpas por lutar lesionado no UFC 280

O ex-campeão dos galos disse que não possuía condições de lutar em alto nível no último sábado e pediu desculpas aos outros lutadores da categoria

A. Sterling e TJ Dillashaw se encaram na pesagem do UFC 280 (Foto: Instagram/@ufc)

A lesão sofrida por TJ Dillashaw durante a luta contra Aljamain Sterling não pegou o ex-campeão dos galos (até 61,2kg) de surpresa. Ainda no octógono, após a luta co-principal do UFC 280, o veterano admitiu que o seu ombro saiu do lugar ‘mais de 20 vezes’ durante o camp e pediu desculpas aos outros lutadores da divisão por assumir o posto de desafiante ao cinturão, sem possuir as condições ideais para competir em alto nível.

Leia mais: Aljamain Sterling aproveita lesão de TJ Dillashaw, atropela rival e mantém cinturão dos galos no UFC 280

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Saiu do lugar logo no início (da luta). Tenho que me desculpar com os lutadores da categoria. Porque eu meio que segurei o posto de desafiante. Estourei completamente com meu ombro no final de abril, assim que comecei a me preparar para a luta, e provavelmente desloquei ele umas 20 vezes durante o camp. Esse é, de longe, o camp mais duro que já passei, emocionalmente, por conta disso. Por isso que estava falando m*** da trocação dele, porque não queria que ele usasse o wrestling”, disse Dillashaw.

O ex-campeão dos galos disse que avisou ao árbitro antes de luta que, provavelmente, o ombro dele sairia do lugar durante o duelo com Sterling e que havia pedido para que o mesmo não encerrasse o combate por esse motivo.

PUBLICIDADE:

“Avisei ao árbitro nos bastidores antes de entrarmos que provavelmente meu ombro ia sair do lugar, se acontecesse, eu colocaria de volta, para ele não parar a luta. Infelizmente, no segundo round não consegui empurrar meu ombro de volta. Então tiro o chapéu para o Aljamain pelo que ele fez, uma grande vitória. Minha cabeça estava a mil, é duro se preparar assim. Peço desculpas à divisão, porque é uma categoria lotada e eu assumi a posição (de desafiante). Mas não iria esperar outro ano para ter minha chance”, finalizou o ex-campeão.

Campeão dos galos entre 2014 e 2016 e entre 2017 e 2019,  Dillashaw fez o seu segundo combate após retornar de dois anos de suspensão por doping. Depois de bater Cory Sandhagen, em julho de 2021, o norte-americano foi derrotado por Aljamain Sterling no UFC 280. Aos 36 anos de idade, TJ possui um cartel no MMA de 17 triunfos e cinco reveses.

PUBLICIDADE:

Leia Mais sobre: , ,


Confira todos os resultados do UFC Las Vegas 92 Resultados do UFC St. Louis Resultados do UFC 301 Resultados do UFC Las Vegas 91 Resultados do UFC 300