AO VIVO

Acompanhe o UFC Las Vegas 83, com André Sergipano + quatro brasileiros

Jon Jones confirma planos de aposentadoria após duelo com Miocic, mas cita condição para fazer mais uma luta

Campeão dos pesados revelou que possível confronto contra Francis Ngannou pode fazê-lo mudar de ideia

Jon Jones recebendo o cinturão dos pesados no UFC 285 (Foto: Instagram/UFC)

Após flertar com a aposentadoria em publicações recentes nas redes sociais, Jon Jones voltou a anunciar, desta vez em entrevista à ‘Fox Sports Australia’, a intenção de pendurar as luvas após a eminente luta contra Stipe Miocic, ainda não anunciada oficialmente. O campeão dos pesados (até 120,2kg), no entanto, afirmou que um possível duelo contra Francis Ngannou pode fazê-lo mudar de ideia.

Com duelo contra Stipe Miocic previsto para novembro, em Nova Iorque, Jon Jones afirmou que o fato de acreditar não ter mais o que provar no esporte e de querer passar mais tempo com a família são determinantes para a decisão de pendurar as luvas.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“No momento, meu objetivo é ter mais uma grande luta contra Stipe Miocic, no Madison Square Garden e meio que pendurar as luvas ali. Acho que a luta contra Stipe vai ser suficiente para mim. Sinto que não tenho mais muito o que provar após bater Stipe Miocic. Estou no jogo há muito tempo e, na idade de lutador, sou um cara velho. Venho treinando há muito tempo, estou no jogo há muito tempo e tive algumas pequenas lesões. Quero estar perto da minha família, dos meus filhos. Quero poder brincar com meus filhos com uma cabeça boa sobre meus ombros, com juntas que ainda funcionam. Então eu consigo ver minha carreira chegando ao fim em pouco tempo e estou feliz com isso. Tenho orgulho da minha carreira”, explicou Jones.

Se uma pessoa pode convencer Jon Jones a permanecer mais um pouco no esporte, este é Francis Ngannou, ex-campeão dos pesados que deixou o Ultimate no início do ano por desacordos contratuais.

PUBLICIDADE:

“Eu acredito que para uma luta contra Francis Ngannou valeria a pena não me aposentar. Acho que uma luta com Francis viria com um grande poder de venda e valeria minha permanência. Francis é um ex-campeão, ele é muito popular aqui na América e no mundo inteiro. Traria muito dinheiro e, por isso, eu estaria disposto a voltar”, afirmou o campeão.

Segundo colocado no ranking e nova sensação dos pesados, com seis nocautes consecutivos no octógono do UFC, Sergei Pavlovich também foi citado por Jones na entrevista, mas o campeão não acredita que um duelo contra o russo teria o apelo necessário para motivá-lo a permanecer em atividade.

PUBLICIDADE:

“Todo mundo está falando sobre Sergei (Pavlovich). Sergei é um grande desafio, mas ninguém sabe quem ele é. Acho que Luke Thomas disse a melhor coisa: ‘risco alto, recompensa baixa’. Quando você pode enfrentar um cara como Francis Ngannou e ter o mundo inteiro falando sobre isso, valeria o risco. Quem sabe? Talvez o UFC chegue com os números certos e possamos fazer essa coisa de Sergei acontecer. Mas, no momento, recebi todos os elogios e não tenho mais nada a provar. Acho que a luta com Francis me deixaria empolgado para talvez continuar”, finalizou.

Charles do Bronx em risco após show de Tsarukyan no UFC Austin?

Leia Mais sobre: , , ,


Brasileiros em ação no UFC Las Vegas 83 Resultados do UFC Austin Resultados das Finais – PFL Resultados do UFC Las Vegas 82 Principais resultados do Bellator 301