Do Bronx explica problemas de saúde e reitera desejo em enfrentar Lentz

Lutador brasileiro foi retirado em cima da hora do card do UFC Fight Night 50, na semana passada

Lentz (esq.) e Do Bronx (dir.) durante a pesagem do UFC FN 50. Foto: Reprodução/YouTube

Lentz (esq.) e Do Bronx (dir.) durante a pesagem do UFC FN 50. Foto: Reprodução/YouTube

Charles do Bronx detalhou os problemas de saúde que culminaram em sua saída de última hora do card do UFC Fight Night 50, na semana passada. O lutador brasileiro, que faria a tão aguardada revanche contra Nik Lentz no card preliminar da atração, passou mal a poucos dias do combate, o que o debilitou e o impediu de bater o peso. Em seguida, Do Bronx acabou não sendo liberado pelos médicos da organização, cancelando sua luta.

O lutador lamentou o ocorrido e garantiu que estava bem preparado para o combate. “Fui para os EUA sem estar 100%, com um pouco de febre, e quando eu comecei a cortar peso a imunidade abaixou muito, me deixando muito mal. Quem está comigo sabe o quanto essa luta era importante para mim, o quanto eu estava treinando forte antes dessa virose chegar. Eu não ia desistir por nada. A semana antes da pesagem foi muito difícil pelo corte de peso em cima da hora, já que com essa gripe não pude cortar o peso no Brasil como sempre fiz. Como estava muito debilitado antes da pesagem, resolvemos parar a perda de peso e pagar o 20% da bolsa. Na manhã da pesagem, fui tentar dar uma suadinha para ver o acontecia e tive muita tontura batendo manopla com o Macaco, ânsia de vomito, meu corpo aqueceu muito rápido e tive febre de novo. Chamamos os médicos do UFC e na mesma hora eles me proibiram de lutar. Só de olhar viram que eu estava realmente mal. Sei que vão falar que eu amarelei e tudo mais, mas deixo falar. Estou focado na minha recuperação”, explicou o lutador.

Conformado com o episódio, Do Bronx disse estar focado em sua recuperação, mostrando preferência em casar a luta contra Lentz em uma nova oportunidade. “Já voltei para casa e o afago da minha família é o que gente precisa nesse momento. Depois do resultado dos exames, vou sentar com meus treinadores e traçar uma estratégia para voltar o mais rápido possível. Fico esperando também algum contato do UFC para um próximo combate. Se for com o Lentz, será perfeito. Foi um acaso que me fez sair da luta, mas, se for outro oponente, estou preparado também para o que o UFC me der. Eu não estava 100% e tentei de tudo para lutar, mas infelizmente não foi possível, estava muito mal”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments