Nate Diaz recusa luta por título interino dos leves: ‘Cinturão falso’

Peso leve garantiu que só pensa em voltar a lutar em peso casado se não enfrentar McGregor

N. Diaz está irritado com o UFC (Foto: Reprodução/Instagram)

N. Diaz está irritado com o UFC (Foto: Reprodução/Instagram)

A ideia de atrair Nate Diaz de volta ao octógono oferecendo-lhe uma disputa de título interino no peso leve não parece que dará certo para o UFC. A companhia lhe ofereceu um duelo contra Tony Ferguson pelo cinturão provisório, mas o próprio lutador negou que se interesse em cortar peso para enfrentar um atleta que não seja o rival Conor McGregor.

Veja Também

Alvarez admite ter ficado abalado após derrota para McGregor: ‘Precisei me perdoar’
Após criticas ao UFC, Iaquinta está proibido de receber prêmio de bônus
Thomas Almeida enfrenta Jimmie Rivera no UFC on Fox 25, em julho

Ainda que Diaz tenha flexibilizado sua posição, que antes era a de que não iria lutar com ninguém que não fosse o irlandês, o norte-americano fixou regras para retornar ao octógono.

“Se você quer me tirar da vida que tenho agora, não será por um título falso até 70 kg. Eu disse a eles que até pegaria uma luta até 74,8 kg. (entre os pesos leve e meio-médio), sem nenhum cinturão valendo. Mas não estou interessado em perder muito peso por nenhuma razão”, comentou o lutador, em entrevista ao site da emissora norte-americana “ESPN”.

Segundo o próprio Diaz, após a oferta inicial, ele fez uma contraproposta, mas o UFC nunca lhe respondeu. Mas o peso leve não parece muito preocupado com a falta de atividade – ele não luta desde agosto do ano passado, quando perdeu para McGregor em decisão equilibrada no UFC 202.

“Depois da contraproposta, eles nunca mais entraram em contato comigo. Não é problema meu. Eles estão tentando me tirar da minha vida atual. Não liguei para eles implorando por uma luta. Eu até aceito lutar, mas disse a eles o que é preciso para me colocar lá de volta”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments