Mesmo sem estrear, Carlos Boi é suspenso do UFC por dois anos

Brasileiro foi pego em exame antidoping por esteroide e só poderá fazer sua estreia no Ultimate em 2019

C. Boi foi suspenso pela USADA (Foto: Reprodução Instagram carlosboimma)

C. Boi foi suspenso pela USADA (Foto: Reprodução Instagram carlosboimma)

O sonho da estreia de Carlos Boi no UFC virou pesadelo. O peso pesado assinou com a organização no meio do ano e teve seu primeiro compromisso marcado para o UFC São Paulo. Porém, o brasileiro foi pego em exame antidoping por uso do esteroide estanozolol e retirado do evento. Nesta sexta-feira (20), saiu a punição de Carlos: dois anos de suspensão do Ultimate.

Veja Também

Salmon se lesiona e deixa luta com Raoni Barcelos no UFC SP
Cerrone e Till protagonizam encarada tranquila na pesagem do UFC Polônia

Isso significa que o peso pesado só poderá fazer sua estreia pelo UFC, de fato, em setembro de 2019, dois anos depois de ter sido feito o exame positivo. A USADA, órgão responsável pela política antidopagem de todos os lutadores do UFC, informou a punição atravése de um comunicado oficial e reiterou que, nesse período, Carlos Boi deve seguir agindo de acordo com a Política Antidoping da USADA, caso queira retornar ao UFC. Um novo teste positivo durante estes dois anos pode duplicar seu período de suspensão.

O brasileiro, que tem um cartel invicto com oito vitórias em oito lutas, faria sua estreia no UFC São Paulo do próximo dia 28 de outubro. Ele enfrentaria Christian Colombo na porção preliminar do evento. Com a sua saída do card, o Ultimate recrutou outro estreante para o seu lugar: Marcelo Golm, que tem quatro triunfos em quatro combates e representa a Corinthians MMA.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments