Antes do Brave 11, Klidson de Abreu garante: ‘Cinturão fica no Brasil’

Lutador brasileiro defende cinturão dos meio-pesados no evento em Belo Horizonte, dia 13 de abril

Klidson defende cinturão no Brave 11. Foto: Divulgação

Campeão meio-pesado do Brave, o brasileiro Klidson de Abreu defenderá seu cinturão na luta co-principal da 11ª edição do show, marcado para o dia 13 de abril, em Belo Horizonte. O lutador da Evolução Thai enfrentaria Kennedy Nzechukwu, mas a promessa nigeriana se machucou e foi substituída por Matt Baker.

Veja Também

Após duas derrotas em série, Godofredo Pepey é demitido pelo UFC
Colby Covington revela ter sofrido ameaça de morte em retorno ao Brasil

Klidson agradeceu ao canadense por ter aceitado o duelo, mas garantiu que as gentilezas ficam fora do cage. O brasileiro garantiu que manterá o cinturão o único cinturão do Brave do Brasil em seu poder.

“Eu fiquei preocupado depois que o Nzechukwu se machucou, pois eu vinha treinando há muito tempo para defender meu cinturão em casa. Mas o Matt apareceu e agradeço a disposição. Mas quero avisá-lo que o cinturão fica no Brasil. Este não é só o meu título. É de todos os brasileiros, principalmente a todos que acompanham meu trabalho, meus amigos, familiares e companheiros de equipe. Será uma honra lutar novamente pelo cinturão em casa e posso garantir que ele fica comigo”, comentou Klidson.

Campeão na última viagem do Brave ao Brasil, em agosto do ano passado, Abreu está animado com o retorno da promoção, desta vez em Belo Horizonte. Klidson disse que pretende ver com atenção todos os combates, incluindo a estreia do eneacampeão mundial de jiu-jitsu Bruno Malfacine.

“Cara, este card está muito bom! Está cheio de lutas ótimas, grandes nomes que estão abrilhantando o Brave. Eu estou muito curioso para ver a luta do Malfacine. Eu sempre via suas lutas no jiu-jitsu e tenho certeza que ele está tendo uma excelente transição para o MMA. Estou animado para o evento!”, declarou o campeão.

Além do duelo entre Klidson e Baker, o Brave 11 contará com outra disputa de cinturão – o título interino dos leves será disputado na luta principal por Luan “Miau” Santiago e Lucas “Mineiro” Martins. O show também conta com a estreia da lenda do jiu-jitsu Bruno Malfacine no Brave (enfrenta o lutador local Rafael “Mini-Man”), além de Gesias Cavalcante x Erivan Pereira e o ex-Bellator Rodrigo Cavalheiro enfrentando Alessandro Gambulino.

Programa de lutas do Brave 11:

Peso leve – Luan “Miau” Santiago (BRA) x Lucas “Mineiro” Martins  (BRA) – Pelo título interino

Peso meio-pesado – Klidson de Abreu (BRA) x Matt Baker (CAN) – Pelo título

Peso leve – Erivan Pereira (BRA) x Gesias “JZ” Cavalcante  (BRA)

Peso mosca – Bruno Malfacine (BRA) x Rafael “Mini Man” Pereira  (BRA)

Peso leve – Cleiton “Predador” Silva (BRA) x Ahmed Amir (EGI)

Peso galo – Carlos Souza (BRA) x Georges Bardawill (LBN)

Peso médio – Michiel Opperman (AFS) x Bruno Assis (BRA)

Peso mosca – Marcel Adur (BRA) x Fernando Lourenço (BRA)

Peso meio-pesado – Marcos Conrado Jr. (BRA) x Joaquim Ferreira (BRA)

Peso meio-médio – Alessandro Gambulino (BRA) x Rodrigo Cavalheiro (BRA)

Peso palha – Elaine Leal (BRA) x Luana Pinheiro (BRA)

Peso pena – Arnold Quero (FRA) x Caio Gregório (BRA)

Notícias relacionadas