Com medo de confusão, Ultimate tira Rafael dos Anjos x Colby Covington do UFC Rio

Covington, que chegou a ser ameaçado de morte no Brasil, somado ao medo de uma nova confusão como a causada por Conor McGregor no UFC 223, tiraram o duelo do país

dos Anjos (esq.) deve enfrentar Covington (dir.) pelo cinturão interino. Foto: Montagem SL MMAPress

A confusão envolvendo Conor McGregor no Media Day no UFC 222 trouxe problemas até o Brasil. O país iria receber a disputa pelo cinturão interino dos meio-médios (até 77,1 kg.) entre Rafael dos Anjos x Colby Covington no UFC 224, dia 12 de maio. no Rio de Janeiro. Mas após o norte-americano reclamar de ameaças de morte, somada a enorme confusão causada pelo irlandês nesta semana, o Ultimate resolveu se precaver. A organização transferiu a disputa para o UFC 225, evento que acontece dia 9 de junho, em Chicago (EUA).

Veja Também

Colby Covington revela ter sofrido ameaça de morte em retorno ao Brasil
Confusões de McGregor provocam mudanças no UFC 223. Saiba quem lutará no evento
Ataque de McGregor força cancelamento de três lutas do UFC 223

“Eu sou o rei do Brasil, gostaria de ir ao Brasil para dar um show para eles, mas os fãs brasileiros não estavam prontos para mim, então Dana colocou o show nos EUA”, provocou Covington.

Por sua vez, Rafael minimizou o fato de não lutar em casa e espera contar com a torcida de Chicago diante do falastrão. “Minha última luta no Brasil foi há 10 anos, adoraria lutar lá, mas o lugar não vai mudar o resultado. Vai ser ótimo vencer esse cara no seu próprio país, com seus compatriotas torcendo por mim”, afirmou RDA.

Entenda a confusão

A confusão envolvendo Covington e a torcida brasileira começou durante o UFC São Paulo, em outubro do ano passado. O norte-americano, que enfrentava Demian Maia no show, provocou a torcida durante toda a semana do evento e chegou a dizer que os ‘brasileiros eram animais sujos’ na entrevista ainda no octógono.

A polêmica causada pelo lutador teve troco. Na ocasião, a torcida paulista arremessou vários objetivos contra o atleta. Mas engana-se quem pensa que a confusão teve fim. Assim que os rumores sobre a luta contra Rafael dos Anjos surgiram, Covington começou a receber ameaças de morte.

O próprio atleta relatou as ameaças à ESPN norte-americana. “Foi meio difícil aceitar essa luta. Sei que as pessoas me querem morto lá (no Brasil). Recebi muitas ameaças de morte. Me falaram que estão oferecendo dinheiro pela minha cabeça, para me matarem antes que eu suba ao octógono”.

O receio de Covington somada a imensa confusão causada por McGregor no Media Day do UFC 223, onde três lutas foram canceladas, o Ultimate achou por bem mover a disputa pelo título interino dos meio-médios para Chicago.

Notícias relacionadas