Canto vence seletiva dramática e segue vivo para ir a Pequim

O judoca Flávio Canto, medalha de bronze nas Olimpíadas de Atenas, em 2004, continua vivo na luta para ir aos Jogos de Pequim. Mesmo sem estar na forma física ideal e ainda se recuperando de uma lesão no cotovelo que provocou sua eliminação nos Jogos Pan-Americanos, ele venceu de maneira dramática a seletiva nacional, disputada neste sábado, em Uberlândia (MG).

Canto, de 32 anos de idade, travou uma disputa bastante equilibrada na categoria meio-médio (até 81 kg) com o jovem Felipe Braga, 12 anos mais jovem. E o veterano só conseguiu a vitória no “golden score” da terceira luta com uma imobilização a cerca de dois minutos para o fim.

No momento em que conseguiu a imobilização, Canto parecia dominado. Cansado, ele já não conseguia mais iniciativa nos golpes e sentia dores no pulso da mão esquerda. Caminhando para a derrota que o tiraria de Pequim, ele conseguiu derrubar o adversário e imobilizá-lo por 25 segundos.

“Estava consciente de que não seria fácil e só ganhei no finalzinho não sei como”, declarou Canto, em entrevista à emissora de TV “Sportv”. “O que mais me atrapalhou foi a condição física e o adversário, que lutou bem e impôs um ritmo forte.”

Com o triunfo de virada -ele havia perdido a primeira luta por yuko e vencido a segunda por wazari-, Canto disputará a vaga em Pequim com Tiago Camilo. O classificado será aquele que tiver melhor rendimento nos torneios internacionais que disputarem em 2008.

A batalha promete ser bastante equilibrada, já que Camilo também é um ex-medalhista olímpico -foi prata em Sydney-2000 com apenas 18 anos de idade.

No entanto, Camilo é atualmente considerado um dos judocas de maior talento da atualidade e, neste ano, foi campeão mundial entre os meio-médios. Nos Jogos Pan-Americanos, também no Rio de Janeiro, competiu na categoria médio (até 90 kg) e também levou medalha de ouro.

A seletiva deste sábado definiu mais quatro nomes para a disputa o processo olímpico. São eles Denílson Lourenço (até 60 kg), Victor Penalber (até 73 kg), Leonardo Leite (até 100 kg) e Walter Santos (acima de 100 kg).

Eduardo Santos venceu Hugo Pessanha na seletiva da categoria (90 kg), mas ambos disputarão a classificação para Pequim, já que o lugar de titular da seleção estava vago. Na categoria até 66 kg, Leandro Cunha foi o vencedor, mas ficará como reserva da seleção, pois João Derly, campeão mundial e do Pan, já havia se garantido nos Jogos de 2008.

No feminino, Vânia Ishii é outra veterana de Olimpíadas ainda com chance de ir a Pequim-08. Aos 34 anos, ela, que competiu em Sydney-2000 e Atenas-2004, finalizou a disputa com Amanda Cavalcanti com duas vitórias na categoria até 63 kg. A disputa por vaga em Pequim será contra Danielli Yuri.

Também se classficaram para a disputa por vaga na Olimpíada Sarah Menezes (até 48 kg), Ketleyn Quadros (até 57 kg), Maria Portela (até 70 kg), Claudirene Cesar (até 78 kg) e Aline Puglia (acima de 78 kg). Andressa Fernandes foi a vencedora da categoria até 52 kg, mas será reserva, pois Érika Miranda já tinha garantida a vaga em Pequim por ter sido vice no Pan e quinto colocada no Mundial.

Deixe seu comentário