Amazon Fight com nocautes, finalizações e polêmicas

A quarta edição do Amazon Fight agitou a cidade de Belém, na noite desta sexta-feira. As arquibancadas do Ginásio da Escola Superior de Educação Física, tiveram boa lotação e o público pôde acompanhar bons combates de MMA e algumas polêmicas.

 

Big Monster vence Bira Lima em luta polêmica

No duelo de pesos pesados, Big Monster começou melhor o combate diante de Bira Lima, acertando os melhores golpes e atacando bem nas tentativas de queda. Ao tentar se defender de uma catada de perna, Bira segurou na grade e foi duramente penalizado em um ponto. Recomeçando a luta em pé, Monster levou o combate para o chão e quando tentava trabalhar com os socos da guarda foi atingido com uma pedalada ilegal de Bira, que novamente foi punido com a perda de mais um ponto. No segundo round, o combate começou com a trocação de socos, mas logo teve de ser paralisado, pois a luva do atleta da Top Brother havia rasgado e precisava ser trocada. Aparentando visível cansaço, Monster tentava esfriar o duelo se recusando a vestir uma nova luva. Depois de mais de cinco minutos de espera, a luta recomeçou e Bira acertou uma forte joelhada no estômago de Big que foi ao solo, porém, o aluno de Ulisses Pereira ao partir para o ground and pound, disparou um soco na coluna de seu oponente, sendo novamente punido e desclassificado do combate. A decisão do árbitro central gerou muita polêmica e reclamação. Ao final do combate, Monster alegou que havia fraturado o nariz no segundo assalto e que não considerava sua vitória, apesar das diversas irregularidades cometidas por seu oponente.

 

Antonio Samurai volta aos combates com derrota

Outro duelo que chamou a atenção foi entre o ex-lutador do UFC, Antonio Samurai e Idelmar Queixinho. Afastado dos combates por problemas familiares, Samurai tentava alavancar novamente sua carreira, mas encontrou pela frente um duro adversário. Queixinho trabalhou bem as combinações de golpes durante os três rounds e venceu na decisão unânime dos árbitros.

 

Luis Sapo vence mais uma

No combate principal da noite, Luis Sapo fez uma boa luta contra o carateca Pedro Iriê, que substituiu as pressas o lesionado Mauro Xuxa. Sapo começou melhor o duelo na trocação, mas Pedro se recuperou e fez luta franca e disputada. Mas no segundo assalto, Sapo colocou para baixo e ajustou o katagatame, obrigando o paulista a desistir. Confira os demais resultados:

 

Luis Sapo (SFT) finalizou Pedro Iriê (Ichigeki) com um katagatame

Big Monster (Top Brother-RJ) venceu Bira Lima (Bulldog Team) por desclassificação

Iuri Marajó(Strike Team) finalizou Mario Pimba (SAS/Dragon Fight-CE) com uma kimura

Guilherme Kioto (Kioto-RN) nocauteou Aloisio Dado (Gracie Barra-RJ)

Idelmar Queixinho (Strike Team) venceu Antonio Samurai (SAS/Dragon Fight-CE) por decisão unânime dos juízes

André Mikito (Mikito Team) derrotou Edilson Moicano (Kioto-RN) por decisão dividida dos juízes

Paulão Rodrigues (Ulisses Pereira) finalizou Salomão Ribeiro (Viktor Gym) com um arm-lock

Bininho (Guilherme Trindade Boxe) finalizou Cleissinho (Kiai) com um mata-leão

Deixe seu comentário