Ricardo Cachorrão anuncia aposentadoria do MMA

Ricardo Cachorrão

Depois de ser derrotado por Mike Pyle no UFC 128, e conhecer seu quinto revés na carreira, o faixa-preta Ricardo “Cachorrão” Almeida optou por penduras as luvas. Na manhã desta quinta-feira, o lutador, de 35 anos, anunciou, através de uma carta aberta publicada em sua página no Facebook, que deixará sua carreira de lutador profissional.

 

“Em 2008, decidi voltar ao MMA. Desde então, tive o privilégio de fazer oito lutas no UFC… Durante esses quase quatro anos, tive uma luta pessoal para encontrar o equilíbrio entre minha carreira de lutador, cuidar do meu filho, que foi diagnosticado com autismo logo depois que assinei um contrato de seis lutas com o UFC, ensinar jiu-jítsu na minha academia e os deveres familiares que todos temos”, dizia a carta. Por sua vez, Cachorrão reconhece que não conseguiu apresentar todo seu potencial nas vezes em que subiu no octógono.

 

“MMA é um grande esporte, mas não perdoa. É um passo perigoso entrar no octógono, ainda mais quando você não está 100% focado. Depois de pensar muito desde a minha luta no UFC 128, decidi me afastar do esporte como lutador”, disse. Apesar da aposentadoria, o faixa-preta garantiu que continuará trabalhando pelo MMA.

 

“Vou continuar apoiando totalmente o UFC como treinador e, claro, como grande fã”, encerrou.

 

Em sua trajetória como lutador profissional, Ricardo Cachorrão somou 13 vitórias, sendo seis no UFC, e cinco derrotas.

Deixe seu comentário