Jessica ‘Bate-Estaca’ provoca próxima adversária: “Ela estava fugindo”

Brasileira retorna ao octógono neste sábado (04), contra a norte-americana Angela Hill

Jessica vem de duas vitórias consecutiva no peso palha. (Foto: Getty Images)

Jessica vem de duas vitórias consecutiva no peso palha. (Foto: Getty Images)

Foram cinco meses de espera e muita dificuldade para arranjar uma adversária, mas a peso palha Jéssica ‘Bate-Estaca’ vai, enfim, retornar ao octógono. Com luta marcada para o UFC Houston, neste sábado (04), nos Estados Unidos, quando enfrentará Angela Hill, a brasileira acredita que sua próxima rival demorou para aceitar o desafio porque estava ‘fugindo’ do duelo.

Veja Também

Bate-Estaca enfrenta Joanna em maio (Foto: Mike Roach/UFC)
Equipe de Jessica ‘Bate Estaca’ revela recusa por luta pelo cinturão
Bate-Estaca (foto) vem em alta no peso palha. Foto: Jeff Bottari/UFC
Jessica ‘Bate-Estaca’ deve enfrentar Angela Hill no UFC Houston, em fevereiro

“Eu acho que ela estava fugindo. O UFC tinha oferecido essa mesma data, ela falou que tinha alguém na família que ia fazer uma cirurgia e, de uma hora para outra, topou a luta. Alguém deve ter aconselhado ou falado algo a ela para aceitar”, disse a atleta, em entrevista ao site ‘Combate.com’.

Questionada sobre qual será a estratégia adotada para o confronto, Jessica garantiu que buscará nocautear no primeiro round, mas poderá levar a luta para o chão se o plano inicial não funcionar. De acordo com ela, Hill tem várias brechas a serem exploradas em seu jogo.

“Eu acho que vai ser mais um nocaute.  Vou fazer de tudo para ser no primeiro round. Se não der certo, temos a opção de colocar a luta para baixo e finalizar. Eu assisti à última luta dela e vi falhas. Ela continua não sendo muito boa na defesa de quedas e, na trocação, baixa a mão, tem alguns tiques, coisas que ela está acostumada a fazer. Tem como eu achar uma brecha para jogar o suingue ou um golpe em baixo. É usar a agressividade, ela pula muito. Vou encurralar e ir para cima sem parar.  Fiz um camp excelente, uma preparação boa. Estou afiada, com uma ótima trocação. Vou trincar os dentes e partir para a porrada”, concluiu.

Aos 25 anos, Bate-Estaca venceu as duas lutas que fez na categoria dos palhas, a última delas sobre Joanne Calderwood no UFC 203, em setembro de 2016. Ao todo, são 15 vitórias e cinco derrotas na carreira (6-3 no Ultimate).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário