Cormier minimiza chances de Johnson em revanche: “Ele não me incomoda”

Campeão dos meio-pesados faz revanche contra Johnson no UFC 210, dia 8 de abril, em Buffalo (EUA)

Cormier e Johnson fazem revanche no UFC 210, dia 8 de abril. (Foto: Getty Images)

Cormier e Johnson fazem revanche no UFC 210, dia 8 de abril. (Foto: Getty Images)

Daniel Cormier parece não estar muito preocupado com Anthony Johnson, seu próximo adversário, a quem enfrentará no UFC 210, dia 8 de abril, em Buffalo (EUA). De acordo com o atual campeão dos meio-pesados (até 93kg), o ‘Rumble’, como é conhecido, não tem chances de derrotá-lo, e até por isso tem adotado um estilo menos provocador.

Veja Também

D. Cormier (foto) é campeão do UFC desde maio de 2015. Foto: Divulgação
Cormier admite obsessão por Jon Jones e minimiza Johnson
Johnson (esq) e Cormier (dir) voltam a se enfrentar neste sábado (8) (Foto: UFC)
Daniel Cormier coloca cinturão em jogo contra Anthony Johnson no UFC 210

“Falando de nós, em termos de competitividade, no mundo em que vivo ele não me vence. Ele não me incomoda. A maneira de lutar de Anthony Johnson e a pessoa que ele é são o estilo de um bully, realmente são. Eu acho que um bully sempre tentará ser amigo de uma pessoa que não tem medo dele. É o que acho. (…) Ele percebeu que: ‘Ele não está com medo de mim, então por que falar alto e esse tipo de coisa?’. Eu não gosto disso”, declarou o campeão, em entrevista ao programa ‘The MMA Hour’ (EUA).

Questionado a respeito do alto poder de nocaute de Johnson, Cormier minimizou os riscos oferecidos pelo rival, e voltou a provocar, afirmando que o desafiante costuma ‘desistir’ de seus combates.

“Sinceramente, isso se parece com o que ele disse na primeira vez. Ele disse que me nocautearia quando quisesse, que eu sabia o que estava me aguardando. Olhei para aquilo e disse: ‘O que acontece se você não me nocautear? O que acontece se você me acertar com seu melhor soco e eu continuar pressionando com força?’. E nós vimos o que aconteceu. Ele rolou, me deu as costas e me deixou finalizá-lo. (…) Sim, eu acho (que Anthony é um cara que desiste). Não mudará. É a verdade, ele desistiu contra o (Josh) Koscheck, contra o Vitor (Belfort) e contra mim”, concluiu ’DC’.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário