Cyborg garante que De Randamie não quis enfrentá-la no UFC 212, no Brasil

De acordo com Cyborg, atual campeã peso pena recusou lutar no UFC 212, que aconteceria dia 3 de junho, no Rio de Janeiro

Cyborg deve disputar o cinturão em sua próxima luta (Foto: Getty Images/UFC)

Cyborg deve disputar o cinturão em sua próxima luta (Foto: Getty Images/UFC)

O sonho de Cris Cyborg em lutar pelo cinturão peso pena feminino do UFC está cada vez mais próximo, mas não será exatamente do jeito que ela planejou. Isso porque a própria lutadora revelou que sua próxima adversária, a campeão Germaine De Randamie não aceitou enfrentá-la no UFC 212, dia 3 de junho, no Rio de Janeiro, conforme a brasileira havia sugerido. Sendo assim, não restou outra opção a não ser realizar o combate nos Estados Unidos.

Veja Também

Cyborg quer disputar o cinturão do UFC (Foto: UFC)
Cyborg vaga título do Invicta e pede luta pelo cinturão do UFC
Cyborg se irritou com nova campeã do UFC. Foto: Josh Hedges
Cris Cyborg ironiza campeã De Randamie: ‘Postura engraçada’
A. Nunes é campeã dos galos do UFC (Foto: Getty Images)
Por Cyborg, Amanda descarta subir de divisão: ‘Quero vê-la campeã’

“Eu fiz o pedido pra lutar (no Rio), queria muito lutar no Brasil. Imagina, pelo cinturão, no Brasil, acho que seria um sonho. Eu fiz o pedido, mas na verdade a Germaine não aceita lutar comigo no Brasil, então a gente que aceita lutar nos EUA e fazer uma grande luta. Mas eu pedi essa luta para todos os fãs brasileiros”, revelou Cyborg ao site ‘Combate.com’.

A disputa pelo título, no entanto, já poderia ter acontecido em fevereiro deste ano. Na ocasião, a brasileira recusou a luta pelo cinturão inaugural do categoria em virtude de um tratamento para se recuperar de um corte de peso anterior, o que ‘obrigou’ o Ultimate a casar Germaine de Randamie x Holly Holm no UFC 208.

“Primeiramente eu estava doente, agora estou melhor e já posso lutar. Estou aguardando o UFC fechar minha luta. Minha próxima luta vai ser com a campeã do 145 (libras, ou 65,7kg). Na verdade, para mim, eu sou a campeã e estou indo defender o cinturão na minha próxima luta. Estou treinando e esperando a oportunidade chegar”, concluiu.

Cris Cyborg, 31 anos, já realizou duas lutas no Ultimate, ambas em peso casado (até 63,5kg). A estreia aconteceu no UFC 198, em Curitiba, em maio de 2016, quando nocauteou Leslie Smith. Na sequência, nocauteou Lina Lansberg no UFC Brasília, em setembro passado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário